"Fala de Bolsonaro sobre HIV e covid prejudica a vacinação das pessoas", diz infectologista

Redação|
Infectologista Fernando Maia
Infectologista Fernando Maia

A fala do presidente Jair Bolsonaro relacionando a vacina contra a covid-19 à aids gerou repercussão em todo país e foi desmentida pela entidade médica. Ouvido pelo Cada Minuto, o infectologista Fernando Maia disse que o presidente reproduziu uma fake news e que isso acabou prejudicando ainda mais a vacinação das pessoas.

Segundo Fernando Maia, o HIV e a vacina contra a covid-19 não têm relação. “Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Isso é fake news. Não tem relação de transmissão e nem de evolução da doença”, afirmou.

De acordo com o infectologista, o presidente reproduziu uma fake news sem fazer a devida filtragem. “Na verdade, ele ajudou a propagar uma informação falsa que acaba prejudicando muito. As pessoas ficam com medo, mas ele prejudica ainda mais a vacinação das pessoas de maneira geral”.

E pontua que uma fake news faz com que uma pessoa que tem medo de se vacinar fique com mais medo ainda. 

“E esse é um medo injustificável. Não há justificativa plausível para isso. Então realmente foi um desserviço prestado à saúde pública brasileira  porque ajudou a reforçar uma notícia falsa”, explicou.

O infectologista reforçou que a infecção pelo HIV se transmite, principalmente, por via sexual, sexo sem preservativo. 

“Também é possível adquirir HIV por transfusão sanguínea, drogas injetáveis, tatuagem, mas todas essas são formas mais raras. A grande maioria dos casos de transmissão é por via sexual”, confirmou.

Maia também comentou que o tratamento anti-hiv está avançado e que disse que o tratamento é feito com comprimidos, o chamado coquetel. “E a pessoa toma a medicação em casa. É uma medicação altamente efetiva que consegue controlar muito bem a doença. Hoje os pacientes que tomam o remédio direitinho para HIV tem uma expectativa de vida igual a de qualquer pessoa, porque o remédio efetivamente consegue controlar a infecção”, concluiu.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados