Rodrigo Cunha lança 3ª edição da Central de Emendas com meta de realizar seleção pública e contemplar projetos com investimentos federais

Assessoria|
Rodrigo Cunha
Rodrigo Cunha / Foto: Assessoria

Democratizar o acesso aos recursos de suas emendas parlamentares em 2022 e atender demandas de organismos públicos e entidades da sociedade em beneficio da população alagoana que mais precisa. Com estes objetivos, o senador Rodrigo Cunha (PSDB) lançou a 3ª edição e sua Central de Emendas. A meta da Central é ouvir a população sobre como melhor investir esses recursos.

“Este é o terceiro ano de nossa Central de Emendas e o sucesso do projeto comprova o jeito diferente, cidadão, inclusivo e democrático com o qual enxergamos os investimentos de nossos recursos provenientes de emenda parlamentar. O edital de seleção já foi lançado em nosso site e queremos receber o máximo de propostas em prol da sociedade de Alagoas”, afirmou Rodrigo Cunha nesta quarta-feira (22).

Graças à Central e a participação dos cidadãos, os recursos das emendas parlamentares de Rodrigo Cunha em prol de Alagoas são democraticamente definidos pela sociedade. O edital da Central de Emendas 2021 já está disponível no site http://rodrigocunha.org/centraldeemendas/ e os projetos apresentados por organismos da administração pública e organizações civis sem fins lucrativos deverão indicar o problema a ser resolvido com o recurso da emenda, o valor do investimento e quantas pessoas serão beneficiadas pela proposta.

As áreas de investimento são: inclusão produtiva e geração de renda, cultura, agricultura, esporte, educação, saúde, proteção dos direitos da mulher, crianças e idosos. Rodrigo Cunha fala sobre a importância do projeto. As inscrições de projetos poderão ser feitas até às 22 horas do dia 11 de outubro de 2021. Serão avaliados critérios básicos do projeto, como área de atuação, capacidade técnica do proponente, diagnóstico do problema, resultados esperados, valor investido e pertinência temática, entre outros estabelecidos em edital.

Após a seleção dos projetos, os mesmos serão alocados em ações indicadas na respectiva LOA – Lei Orçamentária Anual 2022, e após isso, cadastramento dos projetos e propostas nas plataformas exigidas por cada órgão do poder executivo federal.

A Central de Emendas foi lançada ainda em 2019, no primeiro ano de mandato de Rodrigo Cunha. Em sua 2ª edição, neste ano de 2021, cerca de 20 projetos foram financiados com recursos destinados pelo parlamentar por meio da Central.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados