Participantes denunciam suposta compra de gabarito das provas de concurso da PMAL

Maria Luiza Lúcio* e Maria Maia|
Polícia Militar - PM AL
Polícia Militar - PM AL / Márcio Ferreira/Agência Alagoas/Arquivo

Participantes do último concurso da Polícia Militar de Alagoas (PMAL) denunciaram uma suposta compra do gabarito da prova realizada no dia 15 de agosto. Conforme informações repassadas ao Cada Minuto, o gabarito teria sido clonado e alguns dos aprovados seriam presidiários ou ex-presidiários. Inclusive, um dos aprovados teria sete passagens pela polícia e foi preso novamente nesta sexta-feira (10).

Ainda segundo a denúncia, um grupo do município de União dos Palmares, localizado na Zona da Mata de Alagoas, teria comprado o gabarito e cerca de 150 pessoas teriam sido beneficiadas. A informação está sendo veiculada em grupos de WhatsApp e está deixando os candidatos revoltados, que exigem apuração do caso.

Em contato com a reportagem do Cada Minuto, um policial militar, que preferiu manter a identidade preservada, informou que o caso procede e que, inclusive, os procedimentos estão sendo apurados pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

O resultado final do concurso foi divulgado ontem pelo Governo de Alagoas. A lista dos aprovados está disponível no site da banca organizadora do certame, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

Em contato com a Supervisão do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGD), eles afirmaram que não possuem informações sobre uma suposta fraude envolvendo o gabarito. A Assessoria de Comunicação da PMAL também declarou desconhecer o caso.

Procurada, a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) disse que irá entrar em contato com a banca que realizou o concurso e aguarda retorno.

A reportagem também entrou em contato com a Deic, mas não recebeu resposta até o fechamento da matéria.

O processo seletivo para o provimento de cargos na Polícia Militar de Alagoas faz parte do Ciclo de Concursos do Governo do Estado. No total, o certame recebeu mais de 67 mil inscritos, que estão concorrendo a 1060 vagas, sendo 1000 para soldado combatente e 60 para oficial.

O Secretario de Segurança de Pública, Alfredo Gaspar, se pronunciou sobre o caso e informou que determinou que a inteligência pública investigue as notícias de irregularidades no concurso realizado para a polícia militar.

"Determinei a inteligência da segurança pública a investigação das notícias de irregularidades no concurso realizado para PM. Sendo confirmado, o(s) bandido(s) será (o) preso(s) e excluído(s) do certame. A SSP não gás parte da organização do concurso, mas ajudará no esclarecimento", explicou o secretário no twitter.

Em nota, a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) declarou que já entrou em contato com a banca responsável pelo concurso da PMAL, para que seja feita a apuração dos fatos.  

Ainda em nota, a Secretária reforçou que caso haja comprovação de que algum candidato fez uso de meio ilícito durante a realização das provas, ou que não cumpre as demais premissas do concurso, este será eliminado do processo.

Confira a nota na íntegra

A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) informa que já entrou em contato com o Cebraspe, banca responsável pela organização do concurso da PMAL, para que seja feita a apuração dos fatos. A Seplag reforça que todo o cidadão está apto a fazer a prova, desde que cumpra os requisitos previstos no edital, e que, para além dos exames, há, ainda, outras etapas eliminatórias que integram o certame. Caso haja comprovação de que algum candidato fez uso de meio ilícito durante a realização das provas, ou que não cumpre as demais premissas do concurso, este será eliminado do processo. A Secretaria vem acompanhando de perto todas as tratativas relacionadas ao certame, no intuito de assegurar a sua lisura e, também, de garantir que o melhor quadro de candidatos seja, de fato, selecionado para apoiar o desenvolvimento do estado de Alagoas.

*estagiária sob supervisão da editoria

A cool cat.
A cool cat.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados