“Vamos intervir na estrutura do HGE e entregar um novo hospital”, diz secretário Alexandre Ayres

Redação*|
Alexandre Ayres
Alexandre Ayres / Foto: Sesau

Será entregue um novo Hospital Geral do Estado (HGE), com uma estrutura mais moderna e melhores condições de trabalho, de acordo com o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres.

“Ser gestor, não é só apresentar para população as boas notícias. A gente tem que enfrentar também os problemas. E todo mundo sabe das dificuldades que nós temos no Hospital Geral do Estado. Um hospital construído há anos. No passado, as reformas e ampliações no HGE foram feitas de maneira precária, bem diferente da realidade da saúde de hoje, onde a gente tem hospitais de ponta, modernos, como o Metropolitano, o Hospital da Mulher, o Regional do Norte, o Regional da Mata e agora o Regional do Alto Sertão”, diz o gestor da Saúde.

Durante a live, Alexandre Ayres falou sobre o princípio de incêndio que aconteceu na sexta-feira (30), devido a um curto circuito em um ar condicionado em uma das enfermarias do HGE. O fogo foi rapidamente controlado pelos profissionais da unidade.

“Eu faço questão de assumir essa responsabilidade enquanto secretário estadual da Saúde e a gente vai sim intervir na estrutura do HGE, e até o final da gestão do governador Renan Filho, a gente vai entregar um novo hospital. Um hospital digno, que realmente dê a condição de trabalho para o nosso profissional”, afirma Ayres.

O secretário também agradeceu aos profissionais que trabalham na unidade, “Lá nos temos os melhores especialistas da área de saúde em Alagoas e o nosso grande desafio é melhorar as condições de trabalho lá no hospital e, com isso, a gente vai melhorar o acesso e o atendimento da nossa população. Fazer saúde não é fácil. São dificuldades diárias”, salienta.

Além disso, o secretário de Estado da Saúde também falou sobre a chegada de mais 57.330 doses de vacinas da Pfizer no Esatdo. “Vamos aproveitar esse momento de queda nos números. Queda na ocupação hospitalar para que a gente possa imunizar rapidamente a nossa população. Temos observado algumas variantes em outros estados, outros países, e a gente precisa estar preparado para que, se essas variantes chegarem aqui em Alagoas, a gente tenha o maior número de pessoas imunizadas”, afirma Alexandre Ayres.

*Com Sesau

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados