Oxi... Isso é Fake!
Oxi... Isso é Fake!

É falso que Governo de Alagoas seja alvo de operação da Polícia Federal

Agência Alagoas|
Foto: Agência Alagoas

Circula nas redes sociais um vídeo afirmando que uma operação da Polícia Federal estaria investigando o governador de Alagoas por desvios de verbas destinadas para combater a pandemia. A informação é falsa. A Operação Sufocamento faz parte de investigação que apura possíveis ilegalidades na compra de uma central de oxigênio e respiradores para o hospital de campanha municipal de Girau do Ponciano, interior de Alagoas.

Narrado por um homem que se identifica como comentarista político, o vídeo mistura informações verdadeiras e falsas: “A PF investiga desvios de verbas para o combate à pandemia no hospital de campanha de ‘geral de pontociano’ (sic) em Alagoas de Renan Filho”.

É possível perceber erros na narração do texto, como a pronúncia errada do nome do município. Um texto no vídeo deixa claro que o objetivo do conteúdo é construir a narrativa de que o alvo da operação seria o governador de Alagoas. “A casa caiu! Filho de Renan Calheiros desesperado! PF determina mandados de prisão”, diz o título fixo na tela.

A informação não procede. Na verdade, a Operação Sufocamento deflagrada pela Polícia Federal na quinta-feira (17), em conjunto com a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público Federal, investiga um grupo criminoso que atuou nas simulações de dois procedimentos de dispensa de licitação no município de Girau do Ponciano, interior de Alagoas, e em desvios de recursos públicos federais destinados ao enfrentamento da pandemia da Covid-19 na cidade. 

Como informou o site oficial da Polícia Federal,  o grupo simulou dois processos de dispensa de licitação para o fornecimento de uma central de gases e respiradores mecânicos para tratamento de pacientes no Hospital de Campanha de Girau do Ponciano. Mais de 80 policiais federais e auditores da Controladoria Geral da União dão cumprimento simultâneo a 19 Mandados de Busca e Apreensão em Maceió, Girau do Ponciano, Arapiraca/AL, Campo Grande/AL (1), Rio de Janeiro/RJ (4), Belford Roxo/RJ (1) e Alegre/ES (2).

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) esclareceu que a implantação, gerenciamento e financiamento do Hospital de Campanha de Girau do Ponciano, voltado ao atendimento de pacientes com a Covid-19, é de responsabilidade exclusiva da gestão municipal.

“A operação deflagrada pela Polícia Federal (PF), na última quinta-feira (17), investiga, exclusivamente, as contratações e aquisições realizadas no âmbito do município, que é o gestor daquela unidade hospitalar. O hospital de Girau do Ponciano é municipal, ou seja, não tem ligação com o Governo de Alagoas”, informou a Sesau.

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui aqui  para enviar agora.

SOBRE O AUTOR

Desmentindo as feke news que se espalham na internet em tempo de corona

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados