Programa que vai garantir água e saneamento é um marco histórico, diz Hugo Wanderley

Assessoria|
Programa que vai garantir água e saneamento em Alagoas é um marco histórico.
Programa que vai garantir água e saneamento em Alagoas é um marco histórico. / Foto: Assessoria

O presidente da AMA, prefeito Hugo Wanderley e mais 49 prefeitos participaram da reunião que lançou a unidade regional de saneamento básico para municípios do Agreste e Sertão. O projeto desenvolvido pelo governo de Alagoas, tem como referência o Marco regulatório do Saneamento que prevê a universalização da água em todo o país até 2033.

O governador Renan Filho reuniu os secretários da Fazenda George Santoro, do Planejamento Fabrício Marques e da Infra Estrutura, Maurício Quintela para apresentar todo o projeto que prevê concessões e outorgas com a iniciativa privada para garantir a viabilidade financeira das obras obrigatórias pelos municípios.

A região Metropolitana foi a primeira a fechar um bloco e será seguida por outros dois com a mesma proposta: unir as cidades para garantir o saneamento e distribuição de água através da interlocução do governo que tem o projeto estruturado pelo BNDES.

O presidente da AMA, que foi o primeiro a aderir pelo município de Cacimbinhas, diz que esse é um momento histórico para Alagoas porque há garantia e certeza que a água vai chegar para todos, em um grande salto de qualidade de vida. A AMA participou dos debates iniciais e destaca dois pleitos importantes e que foram atendidos pelo governador como 100% das outorgas revertidas para os muncípios e conclusão das obras até 2024.

A universalização da água, prevista no marco regulatório do saneamento tem prazo ,que começa a contar a partir do dia 21 de junho com a adesão dos prefeitos. Dia 30 de Junho começam as reuniões deliberativas através dos conselhos formados.

O secretário Maurício Quintela, da Infraestrutura, destaca inúmeras vantagens como revolução na saúde, empregos, renda para a população e o conjunto de obras que será feito após as outorgas e a garantia de até 20% da tarifa social em alguma cidades.

“Sem dúvida, um projeto que os municípios não têm condições de arcar sozinhos e que, agora, com essa solução inovadora, com início,meio e fim, os gestores poderão oferecer a população bens importantes como água e saneamento,” disse Jorge Dantas, prefeito de Pão de Açúcar. “ É um problema crítico e as cidades sofrem muito . Os benefícios serão enormes e o apoio da AMA será fundamental na orientação aos prefeitos,”complementou a prefeita Tainá Veiga, de Lagoa da Canoa.

Ao apresentar o projeto , o governador Renan Calheiros disse que essa é uma saída que vai revolucionar Alagoas a partir do momento em todos poderão ter água de qualidade nas suas torneiras e não ter mais esgotos correndo nas ruas. “Tudo isso é sinônimo de qualidade de vida”, disse durante a apresentação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados