Foto: Assessoria
Nivaldo Albuquerque e Roberto Jefferson

O presidente do PTB nacional, Roberto Jefferson, travou uma atrito interno com a família Albuquerque devido a votação o projeto que possibilita plantar maconha em território nacional para fins medicinal. Esse conflito ficou exposto em uma nota  de apoio da bancada do PTB na Câmara ao deputado Nivaldo Albuquerque.  

Jefferson prometeu e retirou o controle do PTB das mãos dos Albuquerque em Alagoas, depois que o deputado alagoano foi democrático e deixou a livre escolha dos membros do partido a sua posição de votação no projeto. 

O pivô do caso é Eduardo Costa (PTB-PA). Ele votou a favor do projeto que possibilita plantar maconha em território nacional. A escolha de Costa foi decisiva: a votação ficou empatada e foi decidida com o voto de minerva do relator. Se o petebista tivesse votado contra ou se ausentado, a proposta seria derrotada.

Jefferson também afirmou que Costa será alvo de processo de expulsão do partido.  O líder Nivaldo Albuquerque se recusou a retirar o dep. Eduardo Costa da comissão. Afrontaram decisão partidária”, disse Jefferson.

Cabe ao líder de legenda indicar deputados para comissões. É prática comum na Câmara os representantes de partidos em comissões serem trocados para alterar a correlação de forças a favor ou contra um projeto.

Ainda no Twitter, Jefferson explicou a seguidores que não é capaz de tirar Nivaldo Albuquerque do cargo de líder porque o ocupante desse posto é escolhido pela bancada, de acordo com o Regimento Interno da Câmara.

*Com informações do Poder360Graus.