Renan Filho diz que vai suspender desconto de 14% dos servidores aposentados da Educação

Coluna Labafero|
Renan Filho
Renan Filho / Foto: Reprodução

O governo de Alagoas irá enviar para a Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE/AL) o projeto de lei que suspende o desconto de 14% dos aposentados e pensionistas da Educação do Estado, que recebem até o teto previdenciário nacional, R$ 6.433,57, debitados desde abril do ano passado.

A informação foi confirmada pelo governador Renan Filho, na manhã desta terça-feira (8), durante a solenidade de posse dos novos gerentes regionais de Educação, realizada no Palácio Palmares.

“Vou enviar esta semana o Projeto de Lei à Assembleia. Já conversei pessoalmente com o presidente da Assembleia (Marcelo Victor) e George Santoro (secretário da Fazenda) já fez o mesmo”, declarou Renan Filho.

O desconto de 14% é debitado do salário dos aposentados do Estado desde abril de 2020. O governador afirmou que é importante “corrigir o rumo” e que o governo está convicto do apoio dos deputados.

“Como a reforma da Previdência é necessária para o equilíbrio atuarial e ajuda no equilíbrio fiscal de longo prazo do Estado, se o Estado está equilibrado, a gente pode também fazer o caminho inverso, é isso que estamos trabalhando agora, garantindo o equilíbrio atuarial”, destacou Renan Filho.

Segundo o governador, o fim do desconto foi definido após estudos técnicos e devido ao reforço financeiro do Alagoas Previdência. “Alagoas vai fazer um grande aporte de recursos no fundo previdenciário a fim de sustentar a redução da arrecadação previdenciária com a retirada dos 14% dos servidores públicos, não só da Educação, mas de todas as áreas do Estado de Alagoas”, frisou Renan.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados