O trabalho de limpeza e desinfecção do Mercado do Tabuleiro do Martins começou cedo nesta segunda-feira (19). Cerca de 70 servidores de várias secretarias trabalham hoje e amanhã durante todo o dia para melhorar as condições de higiene e estrutura do local para comerciantes e consumidores. Nos dois dias, o espaço fica fechado.

A ação é coordenada pela Secretaria Municipal de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes) e Coordenação-executiva do Gabinete do Prefeito, mas conta com a participação de outras quatros pastas e da Vigilância Sanitária.

A Secretaria de Desenvolvimento Sustentável iniciou às 8h a limpeza interna e externa da área. De acordo com o diretor de Operações, Aerson Mendonça, dois carros-pipa foram destinados para lavagem e desinfecção dos corredores internos, áreas de venda de carnes, peixes, frangos e outros alimentos, com um total de 20 servidores atuando nesse serviço.

Externamente, outras 22 pessoas ficaram encarregadas pelo trabalho de capinação, limpeza, pintura de meio-fio e recolhimento de entulhos.

A Secretaria de Infraestrutura ficou responsável pela limpeza de galerias e da rede de esgoto. De acordo com o coordenador geral de drenagem da pasta, Gabriel Rodas, a quantidade de dejetos no Mercado do Tabuleiro foi bem menor do que no Mercado da Produção, por exemplo, onde duas caçambas de escama de peixe foram retiradas da tubulação.

Dessa vez, o trabalho será mais rápido e deve terminar ainda esta semana. “Estamos realizando também a limpeza das caixas de passagem e a recuperação de estruturas danificadas, com uma equipe de nove pessoas. Se for necessário, esse trabalho se estende por mais um ou dois dias, no máximo”, explicou.

A Superintendência de Iluminação (Sima) também atua no mutirão com a recuperação da rede de energia, e a Secretaria de Assistência Social (Semas) fica responsável pela orientação dos comerciantes para seguirem os protocolos de segurança sanitária de combate à covid-19, além de doação de máscaras.

Na semana passada, a Vigilância Sanitária esteve no Mercado e apreendeu 300 quilos de carne imprópria para consumo além de equipamentos inutilizáveis, que foram destinados ao aterro do Benedito Bentes. Após o mutirão, a equipe volta ao local para verificar se os vendedores estão em acordo com as normas sanitárias e distribuir o selo “Pode comprar aqui” aos que cumprirem as medidas.

Este é o quinto mercado a passar pelo mutirão. Já foram beneficiados o Mercado da Produção, Mercado do Jacintinho, Mercado de Jaraguá e Shopping Popular.