Foto: Assessoria
Vereador Rogério Nezinho diz que símbolo do autismo deve se tornar obrigatório nos estabelecimentos públicos e privados

Durante a sessão desta terça-feira (23), o vereador Rogério Nezinho (MDB),  apresentou indicação aprovada, solicitando ao prefeito Luciano Barbosa, que através secretaria municipal de Desenvolvimento Social, para que seja estabelecido aos supermercados, fornecer  cadeiras de rodas motorizadas ou não,  para utilização de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, em locais de fácil acesso e com sinalização clara.

Em sua justificativa, o parlamentar argumenta que esta já é uma lei federal aprovada pelo Congresso Nacional em 2019 e que não é cumprida.

"Peço a esta Casa que também é onde se faz as leis,  que se cobre dos poderes públicos o cumprimento", afirmou o vereador.  

Ainda na mesma sessão,  ele apresentou outra indicação, também aprovada,  solicitando à secretaria municipal de Desenvolvimento Social, tornar obrigatório o símbolo do autismo, como prioridade nos estabelecimentos públicos e privados.

Rogério Nezinho argumenta que esta lei de sua autoria de 2019, também deve ser cumprida e que vai intensificar a sua cobrança enquanto não vê-la colocada efetivamente em prática.  

Ele faz questão de lembrar, que o quebra cabeça é um símbolo que representa a complexidade do Transtorno de Espectro Autista — TEA.

Foi usado pela primeira vez em 1963 e popularizado pela Autism Speaks, entidade norte americana.

Rogério Nezinho,  diz ainda que a ideia é usar o quebra cabeça para simbolizar as dificuldades de compreensão enfrentadas pelas pessoas com autismo.