Foto: Divulgação
Corintho Campelo

Candidato pelo PMN na disputa pela prefeitura de Maceió, Corintho Campelo vem com uma proposta de reduzir a máquina pública em quase 50% para colocar as ações da sociedade em pleno funcionamento.  

Em entrevista, ao CadaMinuto o candidato afirmou que vem se esforçando para mostrar suas propostas aos maceioenses, principalmente para se sobressair dos candidatos que detém a máquina pública nas mãos.

Como o senhor avalia a junção das máquinas, estadual e municipal, na tentativa de fortalecer a candidatura de Alfredo Gaspar?

Normal. Os candidatos Alfredo Gaspar, JHC e Davi Davino pertencem ao mesmo grupo político que destruíram Alagoas e Maceió. Eventualmente, ficam separados por conveniência eleitoral para se manter no poder.

 Como espera o transcorrer do pleito eleitoral, principalmente sobre os ataques dos adversários?

Lutarei até a exaustão das minhas forças, estou impedido de participar do Guia Eleitoral e debates. Me negam o direito de confrontar o nosso projeto de ruptura do sistema para manutenção do sistema que destruiu Maceió.

Enquanto cidadão, qual a avaliação que você faz da gestão de Rui Palmeira?

O prefeito Rui é um cidadão de bem, despreparado para o elevado cargo que a que foi alçado, sem maturidade e nenhuma experiência em gestão pública.

Qual a sua principal ideia/proposta?

Fui prefeito de Maceió e ocupei mais oito cargos públicos, em Alagoas, Brasília e São Paulo. Nunca respondi a nenhum processo de corrupção, estou preparado para enfrentar os complexos problemas de nossa cidade. Vamos reduzir a maquina pública, acabar com 50% dos cargos comissionados, secretarias, a farra de aluguel de carros e prédios. Vamos elevar de 1% para 30% a disponibilidade de recursos financeiros para recuperar a nossa cidade.

 Como avalia a sua pontuação na pesquisa do IBOPE, encomendada pela TV Gazeta?

Pesquisa encomendada, para induzir no eleitor, o sentimento de vitória dos candidatos do Governo, disfarçados de situação e oposição.

 Pesquisa IBOPE mostrou que o senhor está como quarto colocado em índice de rejeição. A qual fator atribui isso e como avalia a pontuação?

Existe uma parte do eleitorado que deseja manter o loteamento da prefeitura e privilégios, estes não votam em mim.

 

*Sob Supervisão da editoria