Foto: Agência Câmara
Deputado Arthur Lira foi um dos que votou a favor da criação do fundo

Por ausência de qualquer prova, a chefe da Lava Jato na Procuradoria Geral da República, Lindôra Araújo, rechaçou a denúncia contra o deputado Arthur Lira (Progressistas-AL). A procurador pediu ao STF para rejeitar uma denúncia que ela mesma apresentou em junho. E ainda pede o arquivamento do processo.

A acusação se basearia numa suposta corrupção passiva envolvendo uma construtora, porém a PGR diz que não há qualquer provas da ligação do deputado com a construtora.

Lindôra levou em conta, no pedido para arquivar a denúncia, que “não consta da planilha de controle do ‘caixa de propina’ à disposição do Partido Progressista nenhuma informação de que os referidos valores seriam destinados a Arthur Lira”.