Foto: Maciel Rufino
Ricardo Barbosa, presidente do PT em Alagoas.

Pesquisas eleitorais de diversas capitais do Brasil apontam que o Partido dos Trabalhadores (PT) não possui candidatos favoritos em pelo menos 14 capitais espalhadas pelo país. Ao CadaMinuto, o presidente do diretório estadual, Ricardo Barbosa, disse que, “a densidade eleitoral do PT não está refletida em pesquisas”, e que pelo fato de ainda estarmos em período de pré-campanha, muita coisa poderá mudar até o dia 15 de novembro, data em que acontece o primeiro turno.

Ricardo Barbosa disse ainda que ao começar a campanha, o resultado dessas pesquisas de intenção de voto devem se alterar. “Quando a campanha iniciar, essas mudanças irão acontecer. Isso ainda são reflexos de um quadro onde o PT sofreu ataques, que começou no impeachment da presidenta Dilma”, explicou. 

Um levantamento feito pelo site Poder360 mostra que das 14 capitais consultadas, apenas em duas delas o Partido dos Trabalhadores está em entre os três candidatos mais cotados pelo eleitorado. 

Em Natal, a pré-candidata Natalia Bonavides aparece em segundo lugar e em Recife, Marilia Arraes também ocupa o segundo lugar das pesquisas de intenção de votos. 

Na capital alagoana, conforme a pesquisa divulgada pelo Data Sensus, o pré-candidato pelo partido na capital, Ricardo Barbosa, aparece com 2% das intenções de voto e outros 17% do eleitorado consultado ainda não sabem em quem votar. 

Por fim, Barbosa disse ainda que com a exposição de ideias e com o caminhar das candidaturas, o Brasil poderá vê que há outra vertente segura para que possa haver mudança. 

“Quando o eleitorado começar a ouvir esse debate, ele vai associar a vida dele há alguns anos atrás, quando ele vivia no governo do PT”, finalizou. 

*Sob supervisão da editoria