Foto: Reprodução
Em vídeo divulgado nas redes sociais, o adolescente relatou o fato e afirmou ter sido vítima de racismo.

Um adolescente negro de 17 anos procurou a Polícia Civil, na tarde desta quinta-feira (17) para denunciar que foi vítima de injúria racial por seguranças de um supermercado localizado no bairro da Ponta Verde, em Maceió. O jovem afirma que foi acusado de furtar a própria bicicleta e de alimentos que teria comprado no estabelecimento.

O fato aconteceu na quarta-feira (17). Uma entrevista à TV Gazeta, a advogada do adolescente, Jucilene Carvalho, informou que o jovem sofreu injúria racial e que foi acusado por dois seguranças do supermercado Unicompra de ter furtado lanches e uma bicicleta. No entanto, o jovem teria estacionado a bicicleta e, acompanhado de um amigo, comprou lanches no estabelecimento.

“Ele foi acusado de ter furtado o lanche que comprou e a própria bicicleta”, explicou a advogada.

Ainda segundo a defesa do adolescente, ele e o amigo foram abordados, minutos após terem deixado o estabelecimento, na Praça do Skate, que fica ao lado do supermercado.

O adolescente e o amigo foram conduzidos pelos seguranças de volta ao supermercado, onde a acusação de furto aconteceu. O jovem teria apresentado a nota fiscal referente ao lanche que tinha comprado, mas, segundo ele, os seguranças ignorado o papel.

“Foi constrangedor passar por uma situação dessa sendo inocente”, disse o garoto em entrevista à TV.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o adolescente relata o fato e afirma que foi racismo. O CadaMinuto optou por não postar as imagens, visto que e trata de um menor de idade.

 O adolescente foi ao 2º Distrito Policial, no bairro da Jatiúca, em Maceió,  acompanhado de um familiar e da advogada, e registrou um Boletim de Ocorrência. O caso vai ser encaminhado para a Delegacia de Crimes contra a Criança e o Adolescente.

O supermercado Unicompra informou, por meio de sua assessoria, que está apurando o caso e não irá se pronunciar a respeito.