Assessoria
José da Silva Leitão

O colesterol alto é um dos problemas de saúde mais comuns entre os brasileiros. De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), 61,5% das pessoas possuem hipercolesteromia no Brasil. O Dia Nacional de Combate ao Colesterol, comemorado no próximo sábado (8), alerta para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce das doenças cardiovasculares.

Segundo o cardiologista do Hapvida Maceió, Dr. José da Silva Leitão, o colesterol elevado está relacionado a vários fatores, mas os principais são sedentarismo, consumo de carboidratos e açúcares em excesso, diabetes e obesidade. Mas o que nem todo mundo sabe é que a hipercolesteromia também pode estar associada a fatores genéticos.

“O histórico familiar também é um fator de risco e a melhor prevenção, com certeza, é o diagnóstico precoce”, afirma o médico. O colesterol alto pode ser detectado através de exames de sangue.

Segundo o cardiologista, o melhor tratamento é uma dieta equilibrada orientada por um profissional qualificado. “A prática de atividades físicas também é muito importante. Em alguns casos, é necessário fazer uso de medicamentos”, complementa.

DOENÇAS CARDIOVASCULARES MATAM UMA PESSOA A CADA 90 SEGUNDOS NO BRASIL

O colesterol alto é uma das doenças cardiovasculares mais comuns e, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, nos primeiros quatro meses de 2020, o Brasil registrou cerca de 104 mil mortes em decorrência de alguma doença relacionada ao aparelho cardiovascular, o que representa cerca de um óbito a cada 90 segundos.

As estatísticas preocupam. Dr. José da Silva Leitão alerta para as complicações que o colesterol alto pode acarretar. “As principais complicações estão relacionadas ao depósito de placas de gordura nas artérias, em destaque, os de pequeno calibre, como artérias as coronárias, podendo acarretar em obstruções agudas, como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral”.

“Por isso que é tão importante cuidar da saúde e fazer exames periódicos. Atitudes simples podem ajudar a diminuir os níveis de colesterol e contribuir para o bem-estar do paciente. Também é importante salientar que existe o colesterol ruim e o colesterol bom. Esse último, por sua vez, impede o acúmulo de gordura nas artérias e protege o nosso coração. É importante buscar ajuda médica em caso de dúvidas ou sintomas”, finaliza o especialista.