Foto: Assessoria
Rodrigo Cunha

O senador Rodrigo Cunha tem manifestado sua preocupação com o fato de Alagoas estar entre os poucos estados do Brasil que, por não contarem com uma delegacia anticorrupção, ficará sem receber recursos do governo federal.

No ano passado, o Ministério da Justiça alterou os critério de distribuição do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) para que parte desses recursos seja destinado exclusivamente aos estados que têm unidades de combate à corrupção.

Ainda em novembro de 2019, Rodrigo Cunha encaminhou, junto com a deputada Tereza Nelma, R$ 600 mil para a criação da delegacia especializada no combate ao crime de colarinho branco em Alagoas. Mas de lá para cá, a delegacia não saiu do papel.

Alagoas é um dos cinco estados do Brasil que não contam ainda com uma sede da polícia voltada exclusivamente para investigar a corrupção.

“Esta é uma luta que travo desde sempre: a corrupção é um dos males que mais corroem a sociedade, e tem que ser combatida de forma contundente e permanente. Estamos ficando para trás em relação ao Brasil. A maior parte dos estados já conta com unidades especializadas para combater e investigar o desvio de dinheiro público”, pontua Rodrigo.