Welton Roberto
Welton Roberto

A sentença mais rápida do mundo

welton roberto|

Vocês sabiam que a cópula de um leão dura de 06 a 68 segundos? Já os elefantes e as baleias copulam no máximo em 30 segundos. O campeão das rapidinhas, no entanto, são os bonobos, uma espécie de chimpanzé, que levam apenas 13 segundos para  chegar ao nirvana sexual. Por falar em coisas ligeiras que só a velocidade da luz, o corredor Usain Bolt consegue correr 100 metros em apenas 9,69 segundos, o que não dá nem para começar a contar para a brincadeira de pique-esconde.

Seja na sacanagem divertida do reino animal, seja no mundo dos esportes, um fato inusitado esta semana  nos levou ao ápice da rapidez. Fora do mundo dos bichos e das pistas de corrida, um juiz federal conseguiu em apenas 28 segundos, ler uma petição inicial, fazer o estudo de todo o seu arrazoado, decidir pela melhor solução e escrever sua decisão e publicar no sistema de automação do Poder Judiciário de Brasília.

Espantoso!

O juiz mostrou que o Poder Judiciário Brasileiro, esse paquidérmico poder que, às vezes, e por muitas vezes mesmo, leva décadas para decidir questões relevantes, meses e anos para se decidir sobre a liberdade de pessoas presas injustamente, pode ser mais rápído do que a cópula do elefante.

Quase um bonobo transando, ou um Usain Bolt das pistas, o juiz provou que na hora de decidir quando o interesse e a conivência, ops, desculpem, a conveniência lhe são motores propulsores da razão, tudo acontece.

A culpa, meus senhores e senhoras, eu sei, é das estrelas! E bote estrela nisso!  

E tudo isso de forma imparcial! Tá não vamos acreditar que o juiz Itagiba Catta Preta seja parcial, longe disso. Só porque em seus perfis de redes sociais ele  postava e postava muitas fotos contra Dilma e seu governo com a sanha de poder voltar a viajar para Miami e Orlando, lá pras bandas dos Isteites! Não. O juiz, afinal, é um cidadão! O fato dele ter entrado para o Guiness do Anuário do Judiciário Brasileiro como a sentença mais rápida do mundo, impõe uma reflexão séria e profunda.

Que Judiciário é este?

Dilma vai sair, seu mandato vai acabar, tem prazo para isso. Outros presidentes virão. Sejam eles de esquerda, direita ou centro. Também sairão. Mas este judiciário vai permanecer.

E daí a reflexão precisa ser feita para que as garantias individuais, constitucionalmente conquistadas com muita luta, não acabem na velocidade do gozo dos chimpanzés.

Bom dia a todos e a todas!   

 

 

SOBRE O AUTOR

Blog do Welton Roberto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados