Welton Roberto
Welton Roberto

Passe Livre, por que não, Maceió?

welton roberto|

Assim como diversas capitais do país, acredito ser possível a implementação do passe livre para estudantes de baixa renda na capital alagoana, considerando-se aqui baixa renda a família que não ganha valores superiores a R$1.182,00 (um mil cento e oitenta e dois reais).

Os valores absurdos da passagem dos coletivos urbanos em Maceió para fazerem trajetos considerados pequenos ainda é desafio paraos nossos gestores. Convenhamos, R$3,15 (três reais e quinze centavos) é um assalto!   

Debate público acerca do tema seria possível e necessário. Aliás, acredito piamente que outra Maceió é possível e necessária.

E urge debatermos nossa cidade. Vejo muita gente engajada em encontrar solução da paz no Líbano, dando receitas de economia para solucionar a crise da bolsa de valores na China, falando de como consertar tudo em passes de mágica que fico estupefato com tantos "gênios tudólogos" e me ponho a pensar: "nossa, quanto talento desperdiçado".

Enquanto isso a Fernandes Lima continua um caos. Nossas praias cada vez mais poluídas, a violência batendo nas nossas portas com "trocas de tiros" a toda hora e instante entre "mocinhos e bandidos" em um bang-bang urbano nunca antes visto na história da cidade. 

Nossos gênios, contudo,  continuam a desfilar conhecimento em física quântica, na energia do átomo, nas teses milagrosas de economia e em soluções tipo "miojo", rápidas, práticas e em apenas três minutos.

Ninguém coloca a mão na massa para os problemas reais e cruciais da cidade. Afinal, é nela que estamos inseridos, é nela que passamos nossos dias e noites. É no trânsito, nas escolas, no trabalho, em casa, que vivenciamos nossos problemas e precisamos buscar soluções.

E o passe-livre? Sim, entendo ser possível. Pelo menos para os estudantes de todos os níveis de baixa renda em nossa capital. 

São Paulo já o fez. Outras capitais seguem o mesmo modelo e padrão. O transporte público e gratuito para os estudantes precisa vir à tona e virar debate municipal, precisa entrar na nossa lista de prioridades. Precisa se realizar. Sair do sonho dos jovens que têm muitas vezes de escolher entre ir à escola e comer.

Aos zumbis paneleiros que desde outubro de 2014 não sabem fazer outra coisa, a não ser colocar energia com protesto contra a Presidenta Dilma, gastando, e algumas pessoas fazendo, pequenas fortunas nisso, sim, tem gente fazendo disso meio de vida, arrecadando dinheiro, "doações", vendendo camisas, fazendo bonequinho inflável, patinho e o não sei o que mais lá, convido-os para conseguirmos solucionar um problema real e que está a nosso alcance: DEBATER O PASSE LIVRE PARA OS ESTUDANTES DE BAIXA RENDA!

Tá, eu sei que os filhinhos de vocês vão pra escola de motorista e carro importado, mas se querem mesmo um lugar melhor para todos, comecemos por nossa cidade!

Convite feito, sem rancor e com amor no coração! 

Analisei o projeto que depois virou lei em São Paulo e que hoje é realidade. Aliás, lá o prefeito Fernando Haddad (PT/SP) estendeu o passe livre para pessoas desempregadas enquanto buscam empregos, demonstrando que com boa adminstração e vontade é possível e necessária transformar a realidade das pessoas que vivem na cidade.

Pergunto: Por que não em Maceió?

Passe Livre, por que não? 

Segue o link acerca da lei que instituiu o passe livre há mais de um ano na capital paulista. Importemos, pois, também este modelo. 

Nem só de bonquinho inflável vive o homem! 

Passe Livre Já! 

Bom dia a todos e a todas! 

http://www.capital.sp.gov.br/portal/noticia/5209

 

 

 

SOBRE O AUTOR

Blog do Welton Roberto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados