Assessoria

Cerca de 300 adolescentes coruripenses do Centro, Pontal e Pindorama, participaram nesta quarta-feira (03), de aula inaugural do programa Projovem Adolescente 2010, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Trabalho e da Ação Social, com objetivo de preparar os jovens para o desenvolvimento da segurança social acolhida, convívio familiar e comunitário. O Projovem Adolescente é um programa federal, destinado aos jovens de 15 a 17 anos. No município as aulas serão iniciadas na próxima segunda-feira (8), pela manhã e tarde.

Grupos culturais de Maceió realizaram apresentações de peça teatral e música com letra de protesto sobre a realidade do adolescente alagoano. Em Coruripe, são 375 jovens atendidos em três núcleos, Centro, Pontal e Pindorama, oito monitores que coordenam os jovens em risco de vulnerabilidade psicossocial, ou que estejam sob medidas socioeducativas, os jovens com deficiência podem participar do programa.

“Em nossos encontros, promovemos a inserção, reinserção e permanência deles no sistema educacional, dentro de um projeto que reforça a qualificação profissional e o desenvolvimento humano, criando mecanismos para garantir a convivência familiar e comunitária”, destacou a coordenadora do programa em Coruripe, Clariana Mendes, que realizou explanação sobre as ações desenvolvidas em 2008 e 2009.

De acordo com a secretária da pasta, Verônica Rocha, o encontro é uma forma de promover o conhecimento, no ano de 2010, o programa será voltado para a inserção do jovem no mercado de trabalho. “No ano passado focamos muito a questão da cidadania, para a partir daí, cada um ter o seu valor como pessoa, ser conhecedor de seus direitos e buscar o melhor da vida”, afirma.

A estudante Maria Tatiane, de 15 anos, apresentou o relato de sua experiência como membro do programa desde 2008. “O jovem passa a valorizar mais a vida, participamos de dinâmicas de grupo que fazem a gente pensar e refletir sobre nosso conhecimento. Quero agradecer ao prefeito Marx Beltrão que incentiva os programas sociais no município”, disse.

Marx Beltrão participou do evento que sorteou 10 kits escolares, no Clube do Rito. “O relato da estudante nos mostra o quanto é importante ocuparmos a mente dos adolescentes. Dessa forma eles terão outra visão da realidade. Coruripe é um dos poucos municípios que têm programas sociais que servem de modelo para outros estados brasileiros. A cada dia buscamos melhorar a vida desses jovens que construirão o futuro do município”, concluiu.

Estiverem presentes, o vice-prefeito George Guido, vereadores, secretários e a presidente do Conselho Tutelar em Coruripe, Sidrônia da Luz.