Blog do Vilar

Conheçam o projeto Òde Ayé Conectado

O amigo e professor universitário Ronaldo Ferreira Araújo – um dos nomes fortes nas redes sociais, inclusive com estudos significativos na área – está evolvido em um projeto que acho interessantíssimo e que merece o destaque. Versa sobre o uso intensivo das tecnologias de informação e comunicação, em especial da internet, oferecendo novos contornos à capacidade de mobilização política dos grupos nas sociedades de informação.

De acordo com Ronaldo Araújo – que integra o corpo docente da Universidade Federal de Alagoas – esta tecnologia tem possibilitado o surgimento de novos espaços para organização dos movimentos sociais.

Com esta base, ele ajuda a tocar o projeto “nascido em 2011, Ano Internacional dos Afrodescentes, de extensão “Òde Ayé Conectado”, que – como explica Araújo – “propõe uma análise da apropriação social das tecnologias digitais pelo movimento afro-alagoano na busca da identificação dos espaços por ele ocupado, na visualização da dinâmica do seu contexto e na compreensão do seu conteúdo”.

Inscrito no Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), o projeto pretende levantar dados que possibilite conhecer a dinâmica social do movimento negro no Estado de Alagoas em diálogo com o próprio movimento sobre sua configuração e identidade com vistas a melhores práticas no ambiente digital com base no ciberativismo e na memória coletiva.

O Òde Ayé Conectado atuará como um agregador dos blogs do movimento afro-alagoano, e reunirá também os registros do movimento em microblogs e outros mídias sociais como YouTube, Orkut, Facebook e outros. O projeto foi submetido para ser apresentado no Festival Internacional da Cultura Digital no Rio de Janeiro e para isso ele conta com seu voto, basta clicar e "apoiar": http://culturadigital.org.br/#!/chamada-publica/projetos-inscritos/ode-aye-conectado.
 

Caciques colocam na mesa as fichas para 2014

As eleições municipais em Maceió e nos principais colégios eleitorais – como é o caso de Arapiraca, por exemplo – podem servir de base para que na mesa de 2012 sejam jogadas as fichas para 2014. Por esta razão, o empenho – como é afirmado em bastidores políticos – dos grandes caciques da política alagoana: os senadores Fernando Collor de Mello (PTB), Renan Calheiros (PMDB) e Benedito de Lira (PP), além do próprio governador Teotonio Vilela Filho (PSDB).

No cenário que se desenha agora, pode estar o início do caminho para duas disputas envolvendo estes nomes: o Senado Federal (desta vez com uma única vaga desta vez) e o Governo do Estado, que possui nomes habilitados para a disputa: Calheiros e Benedito de Lira (ambos em caso de derrota podem retornar ao Senado) e o vice-governador Thomaz Nonô (Democratas). Pelo Senado Federal, podem entrar em linha de disputa: Teotonio Vilela Filho e Fernando Collor de Mello. Não desprezemos uma tentativa de Heloísa Helena (PSOL).

Com isto, os caciques buscam espaços nos principais colégios eleitorais, pavimentando as vias de acesso para um futuro vindouro. Uma das regras deste jogo – como já frisei aqui – é que não se consolidem novas forças (ou novos caciques). Muito cedo para esta análise de cenário? É o que muita gente pensa, inclusive este blogueiro que vos fala, já que política deveria ter finalidades mais nobres do que jogar xadrez. Mas, é o que está posto.

Benedito de Lira reforça o PP em busca de conquistar umas três dezenas de prefeituras municipais em Alagoas. Para isto, lança 60 nomes. Como se não bastasse, articula indicar vices em chapas envolvendo Maceió e Arapiraca: colégios eleitorais que nem de longe podem ser desprezados. As movimentações de Calheiros: o PMDB deve ter chapa forte para a Câmara Municipal de Maceió. Será presente no interior. Pode ainda estar na majoritária com algum vice.

Renan Calheiros já possui – independente do rumo – o prefeito Cícero Almeida (PP) ao seu lado, com a cartada de levar Mosart Amaral para o diretório municipal do partido. O bloco tucano caminha com toda calma do mundo – característica própria de quem entende e não tem pressa no jogo. As declarações de Vilela são sempre na tentativa de evitar polêmicas, desgastes ou rompimentos. É como falou de Almeida hoje, em matéria veiculada no Cada Minuto.

O deputado federal Rui Palmeira (PSDB) passa a ser um bom nome na Prefeitura. Em Arapiraca, Rogério Teófilo pode entrar em cena. E há uma busca por aglutinar aliados. Neste processo, como já frisou uma vez o presidente estadual do PTdoB, Marcos Toledo, políticos como Ronaldo Lessa (PDT) e o deputado Givaldo Carimbão (PSB) estão cada vez mais na parte periférica do tabuleiro.

Especialistas em decidir eleições antes do voto, até o dia em que os votos mostrarem que a história escrita pode ser outra diferente da que é desenhada em tabuleiros madrugais!
 

Estou no twitter: @lulavilar

 

Em tempo: peço desculpas aos leitores pelo longo período sem atualização. Mas, recupero-me de uma virose. Retorno, aos poucos, ao habitual processo de alimentação deste espaço com textos e diálogos. O mesmo pedido de desculpas e justificativas servem para a demora na liberação dos comentários. Certo da compreensão dos leitores-amigos, volto ao trabalho!

 

Abraços

AMA entra com Ação contra Caixa Federal e União

A Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) informou – por meio de sua assessoria de imprensa – que entra com uma Ação Civil Pública contra a Caixa Econômica Federal e contra a União por conta da possibilidade dos municípios perderem recursos federais e ficarem negativados no CAUC.

De acordo com AMA a Ação Civil Pública na Justiça Federal visa suspender os efeitos do Decreto de número 7.648/2011, para garantir a validade dos empenhos do exercício financeiro de 2009, bem como para que a União se abstenha de negativar os municípios alagoanos. A atual situação – segundo a assessoria de imprensa da AMA - impede de manter os trabalhos de processamento dos contratos de repasse e/ou convênios que tramitam na Caixa, que é “nesse contexto, mandatária da União”, coloca a nota.

“Os municípios correm o risco de perder os recursos de diversos programas federais, caso não cumpram o prazo”, destaca ainda a assessoria de imprensa. Segue abaixo a nota que foi divulgada à imprensa, em sua íntegra.

Nota

Com a deflagração da greve dos bancários, os municípios podem perder recursos federais e ficar negativados no CAUC, pois estão impedidos de manter os trabalhos de processamento dos contratos de repasse e/ ou convênios que tramitam na Caixa que é, nesse contexto, mandatária da União. A Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) entrará com uma ação civil pública na Justiça Federal para suspender os efeitos do Decreto nº 7.468/2011, de modo a garantir a validade dos empenhos do exercício financeiro de 2009, bem como para que a União se abstenha de negativar os municípios no CAUC.


O prazo se encerrou sexta (30), para os empenhos 2009, que estão sob pena de perda de validade caso não seja encaminhado para a Caixa os documentos necessários para regularizar os convênios e contratos de repasse. Ou seja, os municípios correm o risco de perder os recursos de diversos programas federais, caso não cumpram o prazo.


Os relatórios demonstrativos referentes à Lei de Responsabilidade Fiscal também possuiam prazo sexta. O Relatório Resumido de Execução Orçamentária deve ser entregue a Caixa 30 dias após cada bimestre e o Relatório de Gestão Fiscal, a cada final de quadrimestre. Os municípios também correm o risco de ficarem inadimplentes no CAUC.


A despeito da iniciativa, a AMA orienta que cada Prefeitura promova os meios jurídicos necessários para resguardar seus direitos.

 

Estou no twitter: @lulavilar
 

Digam ao PRB que o Galba fica com o partido e com o futuro nas próprias mãos!

O presidente da Câmara Municipal de Maceió, Galba Novaes não vai para o PT! Fica no PRB. Usou a tribuna da Casa de Mário Guimarães para avisar. Tomou a decisão de permanecer em agremiação na qual é estrela maior. Decide sozinho se sai candidato a prefeito de Maceió, ou não, dependendo evidentemente dos dois fatores que o próprio Novaes sempre frisou: densidade eleitoral e grupo.

A diferença é que agora quem faz a análise é o próprio presidente da Câmara dentro do seu PRB, sem depender do PMDB do senador Renan Calheiros, que tem forte influência nas composições onde o PT esteja indicando até provável vice (podendo ser Mozart Amaral) e sem depender do próprio Partido dos Trabalhadores.

De quebra, Novaes ainda afasta de si a imprensa o colocando como motivo de crise interna no PT, como se estivesse em jogo o cunho ideológico do Partido dos Trabalhadores. Ah, tá! Agora, é costurar alianças e um grupo – com o aval do senador Fernando Collor de Melo (PTB) – para consolidar a cadeira na qual o prefeito Cícero Almeida (PP) atualmente está sentado.

A recuada de Novaes colocará alguns para pensar. O PTdoB – por exemplo – já tinha como certa a possibilidade de uma chapa puro-sangue como via alternativa do jogo, pois já enxergava a aliança entre Galba Novaes e Mozart Amaral. O PT também afastará de si a “crise interna” é bem capaz de este ser o assunto que nunca existiu. Agora, é aguardar as próximas cartas!

 

Estou no twitter: @lulavilar
 

ALE briga por aumento de duodécimo para 2012

Enquanto nos bastidores políticos, a “bola da vez” é a discussão sobre as eleições de 2012, na Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas já há uma movimentação em busca do aumento do duodécimo destinado àquela Casa.

Claro que dentro do parlamento também se fala em eleição municipal. Afinal, os deputados estaduais constroem suas bases ajudando a eleger prefeitos e vereadores. Não é possível afirmar se isto tem alguma coisa a ver com um pedido de aumento significativo do duodécimo. Fica aí a reflexão diante de tudo que já foi supostamente feito – como mostram as investigações da Polícia Federal – com o repasse destinado a manutenção do Poder Legislativo.

Os deputados estaduais que encabeçam as negociações pedem um valor entre R$ 150 e R$ 154 milhões/ano. O Executivo deve conceder aumento, mas não neste patamar. Deve ser R$ 134 milhões. Atualmente, os parlamentares recebem por ano R$ 119 milhões. Em tempos de cobertor curto (o que tanto afirmam os palacianos), resta saber o caminho a ser tomado para garantir a governabilidade.

Na Assembleia, quando os governistas querem , eles sabem muito bem dar espaço para a oposição.
 

Estou no twitter: @lulavilar

Ninho tucano: PSDB confirma entrada de vereadora Tereza Nelma no partido

Arquivo CadaMinuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Vereadora Tereza Nelma

O que já era certo, inclusive como mostrou o Blog do Vilar, foi confirmado pela direção do próprio PSDB em Alagoas: a vereadora por Maceió Tereza Nelma integrará o ninho tucano. Sua filiação será assinada na tarde de hoje, às 17 horas, na sede do partido em Maceió.

Nelma terá a ficha assinada pelo governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), presidente de honra da legenda, e pelo presidente estadual Claudionor Araújo. O ato será aberto à imprensa, como coloca a nota oficial veiculada pelos tucanos.

Com isto, o PSDB conquista uma cadeira na Câmara Municipal de Maceió sem ter elegido vereador algum em 2008. Algo bem parecido ao que ocorreu com o PT, quando trouxe para os seus quadros o edil Ricardo Barbosa (PT). Quanto à vereadora Tereza Nelma, deixou o PSB sem correr o risco de pagar pela infidelidade partidária, pois desentendimentos internos com a direção estadual a levaram para outra agremiação.

Na administração estadual, comandada pelos tucanos, o PSB faz parte da base aliada. Os partidos podem marchar juntos em 2012. Pois, conforme bastidores políticos, a candidatura do deputado federal Givaldo Carimbão (PSB) vem perdendo forças, sem conseguir se firmar no jogo central das articulações em andamento.

Estou no twitter: @lulavilar

O PRTB quer colocar Arnaldo Fontan em sua chapa

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Um comentário que circula pelos bastidores da política é a possibilidade do ex-presidente da Câmara Municipal, Arnaldo Fontan disputar às eleições em 2012, concorrendo a uma das cadeiras da Casa de Mário Guimarães. Fontan – que foi presidente da Casa e não conseguiu se reeleger em 2008 – pode ingressar no PRTB, que é presidido por Adeílson Bezerra (ex-peemedebista).

Por enquanto ninguém confirma nada. Afinal, caso integre o PRTB, Arnaldo Fontan teria que se desligar do Democratas do vice-governador Thomaz Nonô. O PRTB – que tem uma das cadeiras da Assembleia Legislativa com João Beltrão e por lá também já esteve com Arnon Amélio – quer alcançar mais de uma cadeira no “parlamento-mirim”.

O partido também deve investir em Afonso Lacerda. Lembram dele? Foi candidato ao senado nas eleições passadas. Lacerda pretende usar o slogan “o vereador da mão amiga”. Uma clara provocação aos fatos que o tornaram conhecido no pleito de 2010! Lacerda ainda foi apontado por litigância de má fé por tentar tirar a vereadora Heloísa Helena (PSOL) do páreo no tapetão, nas eleições passadas.

Outro caminho possível para Fontan é o PSD! Com a palavra o ex-presidente da Câmara!
 

Estou no twitter: @lulavilar

Os 60 nomes do PP para reforçar o partido...

O PP – que detém duas dezenas dos municípios alagoanos – quer ampliar os domínios. Por isto, lançará 60 candidatos a majoritária no Estado de Alagoas. São seis dezenas de postulantes ao cargo de prefeito. Pelas contas internas do partido, aproximadamente 30 deve ter êxito, o que significa um bom resultado para o presidente estadual da legenda, o senador Benedito de Lira (PP).

Para o presidente, frise-se! Se para Alagoas, é algo que o eleitor deve falar nas urnas!

Foi conquistando essas bases, sem muito alarde, que Benedito de Lira foi se credenciando da Câmara Federal para o Senado. E depois veio a campanha ao lado do Cabeça, que todos já conhecem bem no que deu! Agora, Benedito de Lira pode recompor as bases e mostrar um partido forte para não sair de cena para 2014. Em 2012, o presidente do PP participa indiretamente do processo em Alagoas.

Mas, em 2014, sem nada a perder, pois retorna ao Senado Federal de qualquer jeito, para a sequência de seu mandato, é um nome que não deseja ser esquecido. Ocupar território é uma estratégia. Resta saber se há projetos, planos para melhoria dos municípios alagoanos, ou simplesmente obedece a velha lógica da política: “poder pelo poder”. Ou em alguns casos, o poder por outras razões...
 

Estou no twitter: @lulavilar

Cícero Almeida: distante do PP ainda que dentro do partido

Com a ida de Mozart Amaral para a presidência do diretório do PMDB, o senador Renan Calheiros (PMDB) anula qualquer possibilidade do prefeito Cícero Almeida (PP) hipotecar apoio a uma chapa onde os peemdebistas não estejam. A não ser que haja um rompimento (quase impossível) entre Almeida e Amaral. Ao que tudo indica, a agremiação liderada por Renan Calheiros – levando-se em consideração as arrumações que estão se ensaiando – ficará distante do PP no jogo eleitoral.

O Partido Progressista tem o nome do secretário estadual Marcelo Palmeira, que tenta emplacar como vice em uma possível composição. O PMDB tem o nome de Mozart Amaral – que não tem garantias de ser prefeito, já que o maestro da orquestra peemedebista é muito cauteloso – que também pode ser indicado em uma composição com o PT, com a presença do vereador e presidente da Câmara Galba Novaes (PRB), por exemplo, caso este se filie superando a rejeição quanto ao seu nome.

Almeida sempre deixou visível o distanciamento do PP. Na sexta-feira, dia 30, optou por dar atenção às filiações do PMDB, incluindo Amaral, enquanto o Partido Progressista fazia sua “festa” no Centro de Convenções. Arrastou ainda consigo alguns vereadores. O prefeito também já abandonou a presidência diretório municipal do PP. Nas declarações do presidente da legenda Benedito de Lira, que sempre foi enfático nas defesas de Almeida, o que se vê são falas curtas, objetivas, cautelosas no intuito de evitar polêmicas.

Benedito de Lira diz que o partido estará aberto caso Cícero Almeida queira ser candidato a vereador; ele coloca ainda que acredita na permanência do chefe do Executivo na legenda. O apoio de Almeida é importante para 2012? Levando-se em consideração sua densidade eleitoral pode-se responder que sim; o problema é que o prefeito – ao longo de sua trajetória política – não construiu um grupo que permitisse um sucessor.

Agora, para fazer um, ou pelo menos indicar um vice, alia-se com Renan Calheiros, que também tem os olhos voltados para 2014. Afinal, o grupo que assumir a Prefeitura de Maceió em 2012 tem uma importante base de apoio para as eleições estaduais, onde estarão em cena os nomes de Renan Calheiros, o senador Fernando Collor de Melo (PTB) e do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB). Este último na disputa pelo Senado. Os outros dois: Senado ou Governo do Estado.

Por isto são nomes que não podem se retirar do processo. Não podem deixar de hipotecar seus apoios. E evidentemente, o que não é surpresa para ninguém, não podem deixar nascer cacique novo. Não é mesmo, Almeida?

Estou no twitter: @lulavilar

Presidente do PTdoB quer convidar José Wanderley para o partido

Arlindo Tavares Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true José Wanderley Neto

Provavelmente o ex-vice-governador José Wanderley (PMDB) ainda nem saiba, mas seu nome foi citado – em uma reunião ocorrida na noite de ontem, dia 02 – com o presidente do PTdoB, Marcos Toledo. Ao avaliar as movimentações no cenário político, Toledo acredita que a ida de Mozart Amaral para o diretório municipal do PMDB tira as possibilidades do médico participar do jogo eleitoral.

Logo, Toledo pensa em convidar José Wanderley para sair do PMDB e ingressar no PTdoB. Uma tarefa hercúlea, que leva Marcos Toledo a buscar aliados para fazer o convite em menos de quatro dias, já que o prazo das filiações se encerra no próximo dia 7 de outubro.

Em conversa com este blogueiro, o presidente do PTdoB avalia que seu partido – em Alagoas – já é visto como “gente grande”, em função de ocupar duas cadeiras na Câmara Municipal de Maceió, uma na Câmara Federal e uma na Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas. É hora de crescer e partir para disputa do Executivo em Maceió e Arapiraca, principalmente.

Assim, Toledo afirma que a deputada federal Rosinha da Adefal é candidata à Prefeitura de Maceió e o radialista e ex-deputado Alves Correia disputará o cargo em Arapiraca. O convite a Wanderley? Bem, seria o “vice dos sonhos”, em uma chapa puro-sangue do PTdoB. O assunto foi tratado no partido. Prosperar-se-á ou não? Teremos que aguardar. Sinceramente, este blogueiro que aqui fala, não acredita muito.
 

Estou no twitter: @lulavilar

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com