PGR pede arquivamento de inquérito contra Renan , Sarney e Romero Jucá

9ee0500a ff6e 413b 9a5f 2ff00cf1b904

O site jurídico Jota, informou que a Procuradoria Geral da República, pediu o arquivamento de um dos inquéritos relativos aos áudios do  ex-presidente da Petrobras Transportes S.A, Sergio Machado, que é delator da Lava a Jato.

O inquérito investigava o senador alagoano Renan Calheiros, além de outros líderes do PMDB, como Romero Jucá e José Sarney, por obstrução de justiça.

 

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

SMTT confirma que não haverá rodízio de carros em Maceió

Crédito: Amanda Falcão Dc700cd4 e880 476d 8ca1 d9b0a149eba0

É impressionante como nos tempos atuais as redes sociais têm o poder de divulgar falsas verdades e enganar as pessoas. É o caso da tola polêmica que se instalou após uma fala do superintendente da SMTT, Antonio Moura, sobre a questão de um suposto rodízio de carros em Maceió.

O Cada Minuto checou e confirmou: não há nenhum rodízio de carros previsto para Maceió. Não há estudo técnico na SMTT sobre o tema, nem nenhuma previsão sobre rodízio de veículos na capital alagoana. Portanto, os juízes do “Tribunal das Redes Sociais” e do Whatsapp podem ficar sossegados e arrumar outra causa para julgar.

Antonio Moura participou do programa Ricardo Mota Entrevista da TV Pajuçara – um dos mais respeitados da TV Alagoana – e o assunto do rodízio de carros veio à tona. Para quem não conhece a medida, ela existe em cidades como São Paulo e cria um sistema que proíbe uma quantidade carros de circular em certos horários, a fim de melhorar o fluxo de veículos.

Na entrevista Moura disse o óbvio: que no futuro (daqui a anos, talvez, quem sabe...) medidas como esta poderão ser inevitáveis. Nada demais. Nada a vista.

Portanto, acalmem-se. A SMTT confirma que não haverá rodízio de carros em Maceió.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Renan diz que acusações de Janot são "espetáculo de mau caratismo"

Reprodução 3b77027b 9733 448f 8f43 b0bed3a764e5 Senador Renan Calheiros

Após ser apontado como integrante do “quadrilhão” do PMDB, por organização criminosa, pelo Procurador Geral da República (PGR) Rodrigo Janot, o senador Renan Calheiros usou as redes sociais para se pronunciar. O peemedebista se referiu as acusações de Janot como um “espetáculo de mau caratismo e desonestidade sem precedentes”

Renan disse esperar que tudo se esclareça e assestou “que todos os corruptos, inclusive os travestidos de mártires da ética sejam, enfim conhecidos.”

Mais cedo, em nota emitida nesta sexta-feira, 8, o senador afirmou que Janot começou a disparar “denúncias defeituosas” para tentar criar uma “cortina de fumaça” na tentativa de desviar o assunto e encobrir seus “malfeitos”.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Renan Calheiros é denunciado por integrar organização criminosa

Foto: Agência Senado Acff29d0 c9fe 4f14 b7ec a70a3650b0a5 Senador Renan Calheiros

Os senadores Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR), Edison Lobão (MA), Valdir Raupp (RO) e Jader Barbalho (PA)  e o ex-presidente da República, José Sarney (AP) e do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado (CE) foram denunciados nesta sexta-feira, 08, de integrar organização criminosa.

Segundo  procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que ofereceu denúncia ao STF (Supremo Tribunal Federal) o grupo de políticos recebeu R$ 864 milhões de propina. O grupo, conhecido como “quadrilhão do PMDB” teria gerado um prejuízo de R$ 5,5 bilhões à Petrobras e R$ 113 milhões à Transpetro.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Candidato a reitor da Uncisal é defensor da "Escola Livre"

5a6ca26f b15d 4653 b1ef 0762f55dfddc

Militante de Direita, o candidato a reitor da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas  (Uncisal) Henrique Costa é um dos defensores do projeto "Escola Livre" no estado. À imprensa e em suas redes sociais, o docente chegou a criticar a atuação de professores enquanto o projeto tramitava na Assembleia Legislativa no ano passado.

O "Escola Livre" causou polêmica e dividiu a opinião de pais e alunos, que chegaram a classificar a iniciativa como "Lei da Mordaça". Apesar de aprovada pela Assembleia, o projeto de autoria do deputado Ricardo Nezinho foi vetado pelo governador Renan Filho.

"Existem maus professores, e com o tempo isso vai aumentando. Acredito que, com o projeto, as coisas vão melhorar, pois não há nada de inconstitucional nele, muito pelo contrário. Eu apoio o projeto e não me sinto amordaçado por ele”, afirmou à época a um portal de notícias local.

Henrique Costa representa o grupo político do ex-reitor André Falcão, que tenta retomar o poder oito anos após deixar a Reitoria.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Os pardais e a bola fora de Cacá Gouveia

Foto: Assessoria 4529dc7c 46e5 47c3 b21d 4d8cff3f64fe Cacá Gouveia

Causou surpresa a crítica em exagero do presidente do Detran AL, Antonio Carlos Gouveia, acerca da instalação de pardais para combater acidentes no trânsito de Maceió.

Cacá bateu pesado nos radares eletrônicos em entrevista ontem a Rádio Gazeta.

A fala de Cacá  causou surpresa por vários motivos. Primeiro, porque Cacá Gouveia preside nacionalmente a associação Nacional dos Detrans. E nacionalmente e em todo o país os Detrans veem com bons olhos a instalação de equipamentos iguais aos de Maceió. Em geral, os Detrans não atacam o sistema de fiscalização eletrônica. Muitos até apoiam.

Segundo pelo aspecto "fora do tom" na fala do presidente do Detran AL.

 Acusar sem provas e de forma infundada a Prefeitura de querer somente "dinheiro" dos motoristas por meio da cobrança de multas não fica bem vindo de um presidente de Detran, ainda mais da boca dele, profissional respeitado e íntegro que é.

Acusações como esta ocorrem em rede social e em mesa de boteco, locais que não primam pela compostura, nem por institucionalidade, muito menos pela seriedade e respeito. Vindo de um presidente de Detran, causam espanto.

Terceiro por inserir o presidente do Detran AL em um debate político ou "politiqueiro" ao qual ele, homem de bem e honrado, não está acostumado, nem atua com "profissionalismo", nem aparenta querer atuar.

Em tempo: do total arrecadado com multas aos motoristas em Maceió, cerca de 30% dos valores, de forma legal, ficam nos cofres do Detran AL.

E para fechar: os tão criticados pardais já reduziram em 53% o total de acidentes em Maceió.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Renan Calheiros pede explicações sobre ex-procurador que virou advogado de delatores

Foto: Facebook 9ca783b8 932e 42b2 81ad 2ee1306eb40e Senador Renan Calheiros (PMDB)

O senador Renan Calheiros (PMDB), em seu discurso, na última quinta-feira (31) e fez duras críticas ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, autor de denúncia e o quem pediu mais um inquérito contra Calheiros.

Renan falou sobre a atuação do ex-procurador Marcelo Miller que integrava a Lavo Jato antes de deixar o Ministério Público. De acordo com Calheiros, Miller foi trabalhar em um escritório de advocacia que defende os irmãos Joesley e Wesley.

O peemedebista disse que “sobram explicações que reclamam explicações, sobretudo os acordos de delação premiada envolvendo o ex-procurador Miller”. Renan disse que em apenas seis dias de exonerado de cargo de procurador, Miller já estava atuando na defesa dos irmãos.

Renan também disse que Miller "participou e influenciou as delações premiadas de Delcídio do Amaral, Sérgio Machado e filhos".

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Silvânio Barbosa já articula derrubada de veto à PL que libera bebida nos estádios

Assessoria/Arquivo C61c99db b781 4669 8a06 976d96ea9a58 Silvânio Barbosa

O vereador Silvânio Barbosa já começou a articular, junto aos outros vereadores da Câmara Municipal, para derrubar o veto da prefeitura com relação ao projeto de lei que libera a venda de bebidas alcoólicas nas praças desportivas.

Para o vereador, a lei - que é de autoria dele - garante aos maceioenses um direito que é concedido em outro Estados.

"A liberação disciplinada da bebida alcoólica nos estádios já é vista com sucesso em diversos estados do país. Tenho certeza que em Maceió não será diferente.  Um projeto de lei que é de minha autoria,  mas que representa o anseio e que foi aprovado pela maior parte da população", destaca.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Thereza Collor tem mesmo força para incomodar na eleição para o Senado?

4d8be28f faf0 4dfc 9833 def02268618e

Saiu aqui e alí, na mídia nacional, a notícia que o senador Renan Calheiros teria pressionado o PPS, do agora neo aliado Regis Cavalcanti, para não dar a legenta a Thereza Collor, se ela decidir ser candidata ao Senado. Os aliados de Renan negam qualquer movimentação e atribuem a propria Tereza a propagação desta nota.

Mas a pergunta que esta coluna faz é se Thereza tem mesmo potencial para incomodar em uma campanha para o Senado? como nenhum instituto de pesquisa colocou ainda o nome da empresária, a pergunta vai para o internauta. Thereza tem chances de incomodar Renan na eleição para o Senado?

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Palácio se irrita com vídeo produzido por JHC

Rádio Câmara 95baa290 9093 4479 85cf faa7b0c397d7 Deputado Federal JHC (PSB-AL)

Não pegou nada bem no Palácio dos Martirios o vídeo produzido pela equipe do deputado federal JHC em suas redes sociais, na qual o parlamentar fala que nos 200 anos de Alagoas, o Estado tem quase nada a comemorar. A este vídeo se junta outras postagens do deputado criticando o que ele chama de “escândalo da saúde”.

Após o vídeo e as postagens, assessores de Renan deram a senha que acabou a blindagem a JHC. O Governo contava com a possibilidade de uma aliança, mas a partir deste momento deve tratar o parlamentar como inimigo. É aguardar para ver o que vêm por ai.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com