O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Cultura, Juca Ferreira, vão assinar amanhã, terça-feira (28) a ordem de início das obras do centro cultural Cais do Sertão Luiz Gonzaga. O projeto é resultado de uma parceria entre o Ministério da Cultura (MinC), o governo estadual e o Porto de Recife, com investimento de R$ 26 milhões, sendo R$ 21 milhões do governo federal. A cerimônia começará às 17h, no Marco Zero, em Recife (PE).

“Mais que um museu, mais que um memorial em homenagem a Luiz Gonzaga, o Cais do Sertão será um centro de referência da cultura nordestina”, explica o ministro Juca Ferreira. O equipamento cultural que vai funcionar no Armazém 10, no Porto de Recife, será o primeiro museu nacional hi-tech e de alto porte em Pernambuco. A partir do uso de tecnologia de ponta e interativa com os visitantes, o centro cultural vai destacar a importância deste ícone do sertão nordestino para a cultura e o imaginário brasileiro.

O Cais do Sertão de Luiz Gonzaga é um projeto que pretende unir diversão e conhecimento sobre a vida do rei do baião através de tecnologia e criatividade. Para o espaço, de 7 mil metros quadrados, estão previstos cursos de dança e música, oficina de instrumentos musicais, estúdios, auditórios, biblioteca, mediateca, exposições temporárias, bar e restaurante. O projeto arquitetônico ficou a cargo de Marcelo Ferraz e a parte museológica foi elaborada por Isa Grispum.

O presidente Lula anunciará ainda a doação de um terreno da União para a instalação de uma escola de música a ser gerida pela Associação Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque, no bairro Cabanga, próximo à Compesa, em frente ao Quartel do 7º Depósito de Suprimento do Exército. Hoje, a orquestra tem 160 meninos e meninas.