21 telas do pintor alagoano Rosalvo Ribeiro, foram restauradas num período de 60 dias, através de um patrocínio da CAIXA junto à Secretaria de Estado da Cultura.

A reabertura do acervo do pintor alagoano, aconteceu nessa terça-feira(21), às 19 h, na sede do Museu do Palácio. O Secretário de estado da Cultura Osvaldo Viegas, o diretor do MUPA Fernando Lobo e o Superintendente da CAIXA Gilberto Occhi e o G.geral do PAB Governo Mário Engles, se fizeram presentes ao evento, além de várias personalidades da cultura alagoana.

O pesquisador e historiador Romeu de Melo Loureiro, proferiu uma palestra sobre a vida e as obras do pintor Rosalvo Alexandrino de Caldas Ribeiro, que nasceu em 26 de novembro de 1865 na província de Alagoas que hoje leva o nome da cidade de Marechal Deodoro. As obras do pintor tem influência francesa, que dedicou-se a temas históricos, militares e retratos do cotidiano.

Dentre as obras restauradas, destacamos La Charge( Paris, 1897 ); A Sentilela( Paris 1894 ) e o Tambor do Regimento( Paris 1895 ).