Parte dos moradores de cidades atingidas pelas enchentes no Maranhão, no Ceará e no Piauí enfrenta a falta de energia até em abrigos improvisados, informa reportagem de Matheus Magenta e José Eduardo Rondon publicada na edição desta segunda-feira da Folha.

A falta de energia é crítica em ao menos 78 cidades. A reportagem passou uma noite em um abrigo em Trizidela do Vale (região central do Maranhão), onde 80% do município está às escuras há cerca de duas semanas. Sem eletricidade, há dificuldade para preservar alimentos por falta de geladeira e de espantar mosquitos devido à ausência de ventiladores.

As empresas responsáveis pelo fornecimento de energia afirmam que a interrupção ocorre em razão de danos na rede e dificuldade de acesso para consertar os estragos. Além disso, há a preocupação em preservar a integridade física dos moradores --já que acidentes elétricos são comuns em áreas alagadas.

País

Em todo o país, as chuvas já fizeram com que 342.231 pessoas deixassem suas casas em 13 Estados. Desse número, 226.224 estão pessoas desalojadas e 116.007 desabrigados.

Segundo a Sedec (Secretaria Nacional de Defesa Civil), do Ministério da Integração Nacional, as notificações das coordenadorias estaduais de defesa civil indicam que 1.339.113 pessoas foram afetadas pelas chuvas.

Ao menos 391 municípios de 13 Estados --Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Acre, Amazonas, Pará e Santa Catarina-- foram afetados.

Veja como fazer doações para o Nordeste

Cruz Vermelha (para todos o atingidos do Nordeste)

Unibanco
Agência 0472
Conta 235.000-8

Defesa Civil do Piauí

Banco do Brasil
Agência 3791-5
Conta 2004-4

Ceará / Campanha Força Solidária

Caixa Econômica Federal
Agência 3281
Operação 003
Conta 300-1

Banco do Brasil
Agência 3515-7
Conta corrente 11024-8

Banco do Nordeste do Brasil
Agência 016
Conta corrente 29393-8

SOS Maranhão

Caixa Econômica Federal
Agência 0027
Conta corrente 1000-2
Operação 006

Banco do Brasil
Agência 2954-8
Conta corrente 2222-5