Estudo indica que 40% de árabe-israelenses negam Holocausto

  • teresa
  • 18/05/2009 05:22
  • Brasil/Mundo
Cerca de 40% dos israelenses de origem palestina, os chamados árabe-israelenses, negam a existência do Holocausto, segundo um estudo divulgado neste domingo. A pesquisa, realizada pela Universidade de Haifa, indica que 40,5% dos árabe-israelenses não acreditam que a Alemanha de Adolf Hitler perseguiu e assassinou os judeus em campos de extermínio durante a Segunda Guerra Mundial.

A pergunta sobre o Holocausto foi introduzida em uma enquete anual feita pelo pesquisador Sami Samuha para conhecer as posições dos 1,2 milhão de israelenses que são palestinos, informou o site do jornal Ha'aretz. A pesquisa também mostra que 41% dos entrevistados não crêem na formulação de "Estado judeu e democrático" como proposta de estado para Israel.