O IBGE (Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) prevê selecionar 232.900 temporários para trabalho no Censo 2010.

Serão cerca de 200 mil agentes censitários recenseadores em todos os municípios. Os trabalhadores, que deverão ter ensino fundamental completo, coletarão os dados nos domicílios. Os outros cargos, que exigirão nível médio, incluem os de agentes censitários supervisor, municipal e de informática.

O número exato de postos será definido na publicação dos editais, prevista para outubro. Eles serão divulgados no "Diário Oficial da União".

Segundo Sérgio Cortes, diretor-executivo do IBGE, a remuneração deverá ser de cerca de R$ 1.500 para recenseadores --que ganharão por tarefa e trabalharão de três a quatro meses. Os outros terão salário variado --R$ 1.000 para agentes censitários de informática, por exemplo. Em geral, o profissional atua na região onde mora.

Serão feitos dois processos seletivos simplificados, com provas de conhecimentos gerais, matemática, português e noções de informática.

Segundo Cortes, a escolha dos supervisores será feita antes. Candidatos que não passarem poderão se inscrever na seleção para recenseador.

As informações serão reunidas em computadores de mão e em "netbooks". Os recenseadores serão treinados para usar o equipamento, abordar os moradores e fazer as perguntas.

O técnico de informações geográficas e estatísticas do IBGE Vando da Paz Nascimento, 29, participou da contagem da população feita pelo órgão em 2007. Recebeu treinamento para uso do computador e aplicação do questionário.

"[O treinamento inclui] orientação de como se vestir, não manifestar opinião política ou religiosa e não usar excesso de adereços", conta.

Outros concursos

O IBGE tem hoje, segundo Cortes, cerca de 1.500 profissionais prestes a se aposentarem --21% dos funcionários ativos. "Talvez dois terços [dos 1.500] sejam substituídos em quatro ou cinco anos", diz.

Em agosto deve sair edital para contratação de 72 tecnologistas em informações geográficas e estatísticas e 278 analistas de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas. As duas ocupações são de nível superior, com remuneração inicial de cerca de R$ 6.500.

A abertura de outras seleções será avaliada posteriormente.

O instituto irá abrir também processo seletivo para 3.500 vagas temporárias de agente de pesquisa e mapeamento (nível médio), com lançamento de edital previsto para este mês.