O ministro da Economia do Uruguai, Álvaro García, informou que seu país negocia com o Brasil um acordo para trocar moedas pelo regime de swap, a exemplo do que foi feito recentemente com a Argentina. As informações são da agência Ansa.


Em declarações citadas pelo site El Espectador, García indicou que o convênio pode ser oficializado "dentro de algumas semanas".


Segundo ele, as conversas ganharam fôlego na sexta-feira passada, quando os ministros da Economia da região se reuniram em Buenos Aires para discutir a criação do Banco do Sul.


Naquela ocasião, informou, o ministro da Fazenda brasileiro, Guido Mantega, formalizou a proposta ao Uruguai. No mesmo dia, Brasil e Argentina acertaram fazer uma troca, em moedas locais, de um valor equivalente a US$ 1,5 bilhão.


O governo de Buenos Aires pretende usar o dinheiro para reforçar o nível de suas reservas, já que o país tem dificuldade para obter crédito no exterior.


O ministro uruguaio não informou o valor do acordo, mas espera-se que seja um pouco inferior ao que foi estabelecido entre Brasil e Argentina.


No último dia 8, Guido Mantega anunciou a abertura de uma linha de crédito em forma de swap para países da América Latina de até R$ 10 bilhões (cerca de US$ 5 bilhões).


A troca de moedas por este sistema já foi usada pelo Federal Reserve (banco central americano) em acordos com o Brasil e o México. A Argentina mantém um convênio similar com a China.