A ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, do Supremo Tribunal Federal, negou o pedido do deputado federal Sérgio Moraes (MS 28010) de retornar à relatoria do processo instaurado na Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, que apura supostas irregularidades cometidas pelo deputado Edmar Moreira (sem partido-MG).

 Ele é acusado, entre outras coisas, de possuir um castelo e não o ter declarado à Receita Federal. Sérgio Moraes foi afastado da relatoria após declarar à imprensa que não se importava com a opinião pública e por isso não seguiria seus apelos ao analisar o caso do colega.

A afirmativa teria acendido os sinais de alerta entre os parlamentares, que entendiam estar Moraes adiantando suas conclusões sobre as denúncias ao apontar seu colega Edmar Moreira como "boi de piranha" dentre os demais congressistas que foram acusados recentemente de usar irregularmente a cota de passagens aéreas da Casa.