A sessão do Cinejus, Cineclube do Sindjus/AL, exibe, nesta sxta-feira, dia15, o filme Baixio das Bestas.

Baixio das Bestas, filme do pernambucano Cláudio Assis, trata de exploração sexual, da miséria com a  monocultura da cana. O filme mostra um submundo com mulheres exploradas sexualmente e violentadas como bagaço de cana.

Baixio retrata um Brasil arcaico, o qual se recusa a mudar, em uma realidade composta , principalmente, agora com novo ciclo da cana, promovido pela recente valorização do etanol.

Filme - A narrativa gira em torno da tragédia de Auxiliadora (Mariah Teixeira), uma jovem de 16 anos explorada sexualmente e confinada em casa pelo avô Heitor (Fernando Teixeira) em zona rural.  Mas quem mais bate e estupra mulheres é Everaldo (Mateus Nachtergaele) quando, ironicamente, ele deveria lutar por desenvolvimento na cidade, obtido durante os estudos na capital. Sua primeira malvadeza é obrigar uma meretriz (Hermila Guedes) a fazer sexo e apanhar na frente de todos. Uma das prostitutas (Dira Paes) também é violentada por ele e seu bando. A cena é vista somente por sombras projetadas na parede, acentuando o impacto da violência ao espectador.

ServiçoSessão única, às 18 horas, na sede do Sindjus (Rua da Praia, 102 – Centro – Maceió – Tel.: 3202-7383) com direito à pipoca e refrigerante. Entrada franca. Após a exibição, haverá um debate com a socióloga e professora Eva Soares sobre exploração sexual na zona rural. A exibição do filme foi gentilmente cedida pela Parabólica Brasil.

Classificação: 18 anos.