Balanço divulgado na noite de ontem pela Sedec (Secretaria Nacional de Defesa Civil), do Ministério da Integração Nacional, revela que 296.074 pessoas tiveram de deixar suas casas devido às chuvas em 13 Estados. Deste total, 196.365 pessoas estão desalojadas --hospedadas com amigos e familiares- e outras 99.709 estão desabrigadas, ou seja, dependem de abrigos públicos.

 

Pelo menos 1.150.900 pessoas foram afetadas em 357 cidades de 13 Estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Acre, Amazonas, Pará e Santa Catarina.

 

O balanço de ontem revela também alterações no número de mortes registradas. Segundo o órgão, o Amazonas refez o relatório do número de óbitos e informou que as enchentes não provocaram mortes no Estado --que contabilizada oito mortes até ontem.

 

Com isso, caiu de 42 para 37 o total de mortes em oito Estados brasileiros: Ceará (12), Maranhão (8), Bahia (7), Alagoas (4), Paraíba (2), Sergipe (2), Pernambuco (1) e Santa Catarina (1).

 

A Defesa Civil do Estado do Amazonas fez uma reavaliação das notificações de óbitos e informou, nesta terça-feira (12), que não houve mortes relacionadas ou decorrentes das enchentes.

 

Mais de 130 mil cestas de alimentos, de 23 kg cada, foram enviadas às cidades afetadas pelas chuvas, informou a Sedec. m total de 1,4 milhão de itens como colchões, cobertores, travesseiros, fronhas, lençóis, filtros, lonas e mosquiteiros também foram enviados às regiões onde a chuva fez estragos.