Os cerca de 350 servidores da Secretaria de Finanças de Fortaleza vão cruzar os braços a partir das 14 horas desta segunda-feira. A categoria está revoltada com a prefeitura porque teve o seu Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCCS) aprovado pela Câmara Municipal e, 2007, mas até hoje não implantado.

Segundo lideranças da Sefin, porque a prefeita Luizianne Lins (PT) ainda não regulamentou a lei. O pessoal da Sefin diz que a paralisação será por tempo indeterminado.

Essa será a segunda greve enfrentada pela administração municipal neste ano, já que os professores, na luta por benefícios como o piso salarial nacional, decretaram greve.