SÃO PAULO - As vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no País recuaram em abril, fazendo o setor acumular queda nos quatro primeiros meses do ano. As vendas declinaram 13,64% em abril sobre março, para 234.382 unidades, informou a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), nesta terça-feira, 5. Na comparação com abril de 2008, houve baixa de 10,3%.

No acumulado dos primeiros quatro meses do ano foram comercializados 902.701 veículos, com queda de 0,73% sobre igual intervalo de 2008. Os dados incluem automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Segundo a entidade, em abril foram vendidas 126.592 motos, o que representa uma retração de 9,08% na comparação com março e de 27,19% ante abril do ano passado. No acumulado de janeiro a abril foram vendidas 496.618 unidades, com recuo de 18,55% ante igual período de 2008.

 Já as vendas de implementos rodoviários somaram 3.942 unidades em abril, o que indica uma alta de 4,53% ante março e queda de 21,38% em relação a igual mês do ano passado. No acumulado dos primeiros quatro meses, o segmento acumula queda de 23,62%, com vendas de 12.344 unidades.

Considerando todos os segmentos, o setor automotivo vendeu 368.780 unidades em abril, o que representa uma queda de 11,87% ante março e de 17,05% em relação a igual mês de 2008. No acumulado do ano, as vendas totais somaram 1.426.863 unidades, com recuo de 8,05% ante igual período de 2008.

Marcas

A Fiat foi a líder em vendas de automóveis e comerciais leves em abril, com uma participação de 26,72% do mercado de automóveis e de 22,42% do segmento de comerciais leves, segundo os dados.

A Volkswagen ficou em segundo lugar no ranking da entidade de vendas de automóveis com 26,17% de participação. Entretanto, no segmento de comerciais leves, a montadora ficou em quarto lugar, com uma fatia de 11,23%.

A General Motors (GM) do Brasil, por sua vez, obteve a vice-liderança nas vendas de comerciais leves, com participação de 15,5% em abril. No que diz respeito ao segmento de automóveis, a empresa ficou em terceiro lugar, com uma participação de 18,67%.

Já a Ford ficou no quarto lugar do ranking da Fenabrave de vendas de automóveis, com fatia de 10,21%, e no terceiro lugar no segmento de comerciais leves, com participação de 13,22%.