O senador Renan Calheiros, prefeito de Arapiraca e presidente da AMA, Luciano Barbosa e o vice governador José Wanderley forma assim o trio parada dura do PMDB que ganhou a estrada em Alagoas para fortalecer o partido em busca de formar uma chapa forte para federal e estadual.

Eles aproveitaram bem o feriadão, visitando mais de seis municípios,participando inclusive da festa do dia do trabalhador em Coruripe na Colônia Pindorama. Criando uma musculatura para a chapa de estadual, o PMDB deixou acertado a entrada do empresário de comunicação Juca Sampaio,filho do ex-vice-governador e ex-conselheiro do TC Geraldo Sampaio, definiu em Batalha a candidatura do ex-deputado federal Luiz Dantas - ex-secretário da Fazenda de Collor - também para disputar uma vaga na Assembléia Legislativa.

Outro empresário na mira do PMDB,é o Robson Rodas que poderá engrossar a chapa estadual ou federal, o mesmo acontecendo com o tucano Inácio Loyola,ex-prefeito de Piranhas que estaria propenso em mudar de partido e podendo substituir a sua esposa, na Assembléia Legislativa.

Entre os municípios visitados pelo trio do PMDB, que ainda teve a companhia do presidente da Uveal, vereador por Cacimbinhas Hugo Wanderley, foi a cidade de Rio Largo que é dirigida pelo prefeito socialista Toninho Lins. Renan retribuiu assim a visita de Toninho fez na semana passada em Brasília, onde esteve com a sua mãe, Dione Moura, ex-presidente do Sinteal de Alagoas e ex-secretário estadual de educação do governo Collor.

Toninho fez questão de lembrar que o seu pai, ex-prefeito Tonhão foi um grande aliado de Renan e sua mãe, na época foi secretária de educação por indicação do senador Renan Calheiros. Renan saiu encantado com o que pode observar dos 120 dias de administração de Toninho.

Renan já agendou para dia 20 em Arapiraca, trazer o ministro de Minas e Energia, senador licencidado Edison Lobão para anunciar a ampliação da subestação de Arapiraca, a fim de ajudar na implantação da Mineradora Vale na cidade do agreste alagoano de Craíbas