Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Nada do tradicional até que a morte os separe. Em Mais uma vez amor, estrelado por Deborah Secco e Erom Cordeiro, os personagens Lia e Rodrigo vivem um amor eterno cheio de encontros e desencontros, começos e recomeços. "Talvez não conte a sua história, mas com certeza vai passar por ele", promete Deborah. Nas idas e vindas, os dois vivem intensamente uma história de amor que vai de encontro ao ideal de casamento feliz e muitos filhos correndo pela casa.

Neste sábado e domingo, o público alagoano vai conferir o resultado de uma intensa rotina de um mês de ensaio. Isso mesmo. Tudo foi concebido em pouco menos de trinta dias. Apesar disso, o elenco garante que a sintonia em palco é muito grande e que o público vai se divertir e emocionar com o enredo.

Mais uma vez amor marca a volta de Deborah aos palcos, onde começou sua carreira de atriz, e sua estreia nos bastidores, como coprodutora. "Eu sempre dizia que queria voltar aos palcos. Se você espera os convites, eles vêm na hora errada. Quando consegui uma brecha, vi que ou eu produzia, ou não rolava. Recebi três convites depois, mas não eram o que eu queria fazer", explica a atriz, que está de folga da televisão até o início das gravações da próxima novela das 8, escrita por Gilberto Braga, ainda sem título definido.

As transformações acontecem na frente do público, que assiste a mudanças de cenários e personagens, enquanto são projetada imagens que marcam a passagem de tempo e da história do país. Durante o período de ensaios, despertou interesse o fato de Deborah ficar só de calcinha em cenas quentes. "É o menos importante da peça. É como usar peruca no final, um elemento cênico. As pessoas têm que desfocar disso. Não é gratuito, nem comercial. É necessário para contar a história", minimiza, bastante à vontade com a situação. De qualquer forma, quem se agradou com as fotos sensuais feitas para a Playboy em 1999 e 2002 terão a chance de vê-la ao vivo. Ou esperar a estreia do filme O doce veneno do escorpião, protagonizado por ela no papel da prostituta Bruna Surfistinha.

Assim que leu o texto de Roseane Svartam (que dirigiu a adaptação para o cinema), Lulu Silva Telles e Ricardo Perroni, Deborah decidiu que queria encená-lo. "Pensei direto no Neco (Ernesto Piccolo), diretor da primeira montagem". A escolha de Erom como companheiro de palco também foi imediata, embora através de teste de elendo. "Ele leu o texto e olhou fundo nos meus olhos. Naquela hora eu olhei para o pessoal da produção e já sabia: é ele", lembra Deborah. Os dois se conheceram em 2006, nas gravações da novela América, em que Erom interpretou Zeca, peão que namorava Júnior (Bruno Gagliasso).

Serviço

Mais uma vez amor, com Deborah Secco e Erom Cordeiro
Quando: 24 a 25 de julho (sábado e domingo), às 21h
Onde: Teatro Gustavo Leite (Centro de Convenções)
Quanto: R$ 60 (plateia) e R$ 40 (mezanino), à venda nas lojas Levis
Informações: 3325-2373/ 9601-2828