Caros internautas, o que é mais grave: o prefeito corrupto, que apresenta notas fiscais frias, ou o Tribunal de Contas do Estado que aprova as contas do prefeito corrupto?

Não sei quando alguém vai intervir no Tribunal de Contas de Alagoas, só sei que o Tribunal de Contas de Alagoas já passou da conta. Rouba-se impunemente; desvia-se dinheiro público impunemente e ninguém faz nada.

É um absurdo. O dinheiro que falta à educação, à saúde e à segurança pública sobra para manter um Tribunal inutil, completamente desnecessário e, pior, vergonhoso.

As 21 prefeituras onde o Ministério Público descobriu irregularidades são apenas a amostra mínima do que acontece no Estado. Vem mais denuncias por aí, porquanto são 102 prefeituras e a maioria esmagadora delas, com a conivência do Tribunal de Contas, que nada apura, está atolada em ilegalidades.

Já é tempo de a sociedade sadia, que não compactua com imoralidades, discutir se deseja continuar mantendo o Tribunal de Contas; se deseja continuar pagando a farra mensal que custa R$ 4 milhões e 500 mil.

E então: para que serve o Tribunal de Contas?