Foto: Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Wagner Moura (direita) está de volta ao papel de capitão Nascimento; à esquerda, Emilio Orciollo Neto

Foram divulgadas nesta terça-feira (29) as primeiras cenas de “Tropa de elite 2”.

Nas imagens, é possível ver que o filme se passa em 2010. No início, um helicóptero sobrevoa a cidade, com Nascimento dentro. Enquanto sobrevoa, ele fala:

"Para certas pessoas a guerra é a cura, a guerra funciona como uma válvula de escape. E eu fui sempre assim, parceiro."

O vídeo também mostra a entrada de Nascimento na secretaria de Segurança Pública, sendo chamado de coronel, e o aumento da importância do Bope, Batalhão de Operações Especiais, sistema de policiamento do estado.
saiba mais

"Eu transformei o Bope numa máquina de guerra", comenta Nascimento.

Há ainda imagens de tiroteios em favelas e de uma rebelião em Bangu 1 e o embate de Nascimento com Fraga, um defensor dos direitos humanos interpretado por Irandhir Santos.

Junto com as cenas, a assessoria do filme também soltou uma sinopse do longa-metragem, que deve estrear em outubro. Segundo o resumo divulgado, Nascimento (Wagner Moura), 13 anos mais velho que no primeiro filme, vai combater milícias em "Tropa 2". Mas, ao tentar acabar com o problema, percebe que a questão está bastante enraizada. Confira a sinopse divulgada:

"Nascimento enfrenta um novo inimigo: as milícias. Ao bater de frente com o sistema que domina o Rio de Janeiro, ele descobre que o problema é muito maior do que imaginava. E não é só. Ele precisa equilibrar o desafio de pacificar uma cidade ocupada pelo crime com as constantes preocupações com o filho adolescente. Quando o universo pessoal e o profissional de Nascimento se encontram, o resultado é explosivo. Tropa de Elite 2, agora é pessoal."

No elenco, além de Moura e Santos, vão participar do filme: Pedro Van Held, como Rafael, o filho de Nascimento; Irandhir Santos, Seu Jorge, como o bandido Beirada; Tainá Müller, como a jornalista Clara e Emilio Orciollo Neto, como Valmir. Além dos atores que participaram do filme anterior: Maria Ribeiro, que interpreta Rosane, a mulher de Nascimento, André Ramiro, como Matias e Milhem Cortaz, como o capitão Fábio.

 

 

Transformação

Padilha conta que no novo filme capitão Nascimento sofrerá uma transformação. "No 'Tropa 1', o Nascimento não tinha um arco dramático, ele começava e terminava do mesmo jeito. No segundo, o desafio é ter uma transformação do personagem", disse o diretor, que afirma ter se baseado em pesquisa com policiais da vida real para escrever o roteiro da sequência.

O diretor revelou que na nova trama, o protagonista enfrenta problemas com seu filho, agora um adolescente, que será intepretado pelo estreante Pedro Van Held. "Ele agora tem uma família. Como um policial explica para seu filho o que faz no trabalho? É essa reflexão que queremos levantar", afirmou.

"O Nascimento passa por um processo de amadurecimento, que tem a ver com o conceito de consciência e com a idade dele", disse Wagner Moura.

Pirataria

Padilha já disse que vai conseguir controlar o vazamento de cópias do filme.

"Temos esperança de lançar o novo filme sem pirataria", disse o diretor José Padilha, fazendo referência aos problemas de vazamento enfrentados pelo longa-metragem original, que chegou à internet e aos camelôs antes de estrear nos cinemas.

"Estamos tomando cuidados especiais com a segurança e temos um orçamento para isso", disse o cineasta. Ele contou que apenas um número limitado de pessoas terá acesso aos processos de finalização do filme, que acontecerão em uma espécie de "bunker", com entrada controlada. "Vamos montar o filme dentro de um caveirão", brincou Padilha.

Sucesso

Com orçamento aproximado de R$ 16 milhões, "Tropa 2" tem roteiro assinado por Braulio Mantovani, que escreveu o primeiro longa, e será novamente fotografado por Lula Carvalho.

O filme original conseguiu notoriedade ao se tornar um sucesso inicialmente no mercado pirata de DVDs. Estima-se que mais de 10 milhões de pessoas tenham assistido à versão não-oficial da produção. Nos cinemas, a produção ultrapassou os 2 milhões de espectadores. O longa abocanhou vários prêmios, sendo o principal deles o Urso de Ouro, do Festival de Berlim.