O advogado Marcelo Teixeira tomou posse na tarde de ontem como novo procurador-geral da Assembléia Legislativa de Alagoas. Ele assume o cargo deixado por Marcos Guerra, que passará agora a trabalhar como seu auxiliar, uma espécie de subprocurador. A nomeação de Teixeira vem junto com uma nova medida administrativa do parlamento alagoano: a suspensão dos salários dos funcionários da ALE que não fizeram o recadastramento, realizado no final do ano passado.

 

O número exato de servidores que terão os salários suspensos ainda não foi finalizado, mas pode chegar a sessenta. O corte na folha desses funcionários deverá acontecer já partir deste mês.

 

De acordo com o deputado Jota Cavalcante (PDT), primeiro secretário da Mesa Diretora, o relatório final sobre a auditoria nas folhas deverá ser entregue pela Fapetec até dia 15 de abril. “As próximas medidas a serem tomadas serão a abertura de procedimentos administrativos, para que essas pessoas sejam retiradas definitivamente da folha de pagamento. Até lá, não vamos divulgar os nomes dos envolvidos porque cabe recurso.”, explicou.