A Secretaria de Saúde da Bahia registrou neste ano, até o último dia 10 de abril, mais de 50 mil casos de dengue no Estado. Um boletim epidemiológico da dengue revela que, comparado ao mesmo período de 2008, houve um aumento de 266% no número de casos.

 

Ao todo, 374 municípios notificaram a doença pelos sistemas de informação da vigilância epidemiológica do Estado. As cidades de Jequié, Itabuna, Porto Seguro, Ilhéus e Salvador concentram 48% das notificações de dengue. Quanto à forma mais grave da doença, 352 casos foram confirmados, que resultaram em 41 mortes.

 

O governo da Bahia decretou no começo de março situação de emergência nos municípios de Itabuna, Ilhéus, Ipiaú, Irecê, Jacobina, Jequié e Porto Seguro.

 

No início deste mês, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou que a epidemia de dengue no município de Itabuna (BA) foi uma "crônica da morte anunciada".

 

Segundo o ministro, durante as eleições, no final do ano passado, o trabalho de combate ao mosquito da dengue foi interrompido na cidade apesar dos alertas do ministério. "O processo eleitoral lá parou o trabalho de combate ao vetor [mosquito Aedes aegypti]. Quando a nova administração entrou, era tarde demais", explicou.

 

Para tentar controlar o surto de dengue, a Secretaria Estadual de Saúde está dando apoio aos municípios, com equipes técnicas para estruturação e organização do atendimento emergencial. Também houve abertura de 200 novos leitos nos hospitais para o tratamento e reforço do corpo clínico nas unidades da rede de saúde.

 

O Estado contará com a ajuda das Forças Armadas, que disponibilizou médicos e enfermeiros em algumas regiões, e capacitará mais de 500 profissionais para tratamento clínico. A secretaria também está trabalhando na implantação do Disque-Dengue Estadual.

 

Balanço do Ministério da Saúde divulgado no início deste mês mostrava queda de 28,6% no número de casos da doença no país. Nos primeiros meses deste ano foram notificados 114.355 casos da doença. No mesmo período de 2008, foram 160.137 registros.

 

A redução no número de casos da doença foi registrada em 19 Estados e no Distrito Federal. Em sete Estados ocorreu um aumento de notificações: Bahia, Acre, Roraima, Amapá, Minas Gerais, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul.

 

Os maiores percentuais de redução foram informados pelos Estados do Rio Grande do Norte (-92,40%), Rio de Janeiro (-90,83%), da Paraíba (-87,25%) e do Amazonas (-82,53%).