A mostra artística Teia Brasil 2010: Tambores Digital foi realizada no último fim de semana no Instituto de Arte e Cultura Dragão do Mar, em Fortaleza (CE). O encontro é uma iniciativa do Ministério da Cultura, por meio do Programa Cultura Viva, e da Comissão Nacional de Pontos de Cultura. A abertura foi na sexta-feira (26) e reuniu Pontos de Cultura de todo o país.

 

“Todos nós aqui reconhecemos a contribuição dos cearenses para a edificação do Brasil que nós queremos. Estamos buscando a transversalidade no Ministério da Cultura (MinC), atuando com outras instituições para elaborar um novo conceito de Brasil democrático”, falou o ministro da Cultura, Juca Ferreira.

 

O ministro encerrou seu discurso citando o secretário de Cidadania Cultural do MinC e um dos mentores do Cultura Viva, Célio Turino. “Ao homenagear o Célio, eu homenageio todos os que fazem o Ministério da Cultura”.

 

Muito aplaudido pelo público que lotou a Praça Verde do Dragão do Mar e em tom de despedida, Célio – que após a TEIA, deixa o cargo para se candidatar a deputado federal pelo Estado de São Paulo – ratificou seu compromisso com as ações e espaços culturais que ajudou a construir e ressaltou a importância do encontro.

 

“È na Teia que os grupos têm a oportunidade de se conhecer e trocar experiências, ajudando um no progresso do outro. É o que eu chamo de desenvolvimento por aproximação. É bom lembrar que, em torno dos Pontos de Cultura, há oito milhões de pessoas. Com os Pontos, nós geramos 25 mil postos de trabalho. Com eles nós estamos gerando o processo de empoderamento e emancipação social. Quando eu voltar à Brasília, não serei mais o secretário de Cidadania Cultural do MinC, mas isso não é uma despedida dos Pontos, é uma despedida do cargo”, falou Célio Turino.

 

Teia Brasil

 

A Teia Brasil 2010 se constitui uma grande vitrine da pluralidade e diversidade da cultura brasileira, refletida nas diferentes linguagens de que os Pontos se utilizam em suas iniciativas. A programação, distribuída em sete espaços e em três áreas de atividades – Mostra Artística, III Fórum Nacional dos Pontos de Cultura e Teia das Ações – representa, de forma fidedigna, essa dinâmica singular e, como afirmam os idealizadores do Cultura Viva, revolucionária na forma e, sobretudo, no conteúdo.

 

Para Norma Paula, representante da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura Norma Paula, “a Teia é o ponto alto do Cultura Viva. É a hora que a gente se mostra, se encontra com os outros pontos e aprende. É a hora que a gente encontra um Brasil que nem sabia que existia”.

 

Durante a Mostra Artística o público conferiu o talento de cantores e grupos de várias partes do país. Entre as apresentações, destaque para a Orquestra de Tambores de Alagoas que mostrou o forte sabor dos “múltiplos Brasis, celebrando a diversidade cultural em Fortaleza”.