O Memorial da República apresenta durante toda semana das 9 às 17 horas, na Avenida da Paz, no bairro Jaraguá em Maceió, danças e músicas indígenas. Além disso, é mostrado com existe o fortalecimento da cultura dos índios pela internet, através de palestras.

O Secretário da Cultura de Alagoas Osvaldo Viegas esteve no memorial hoje pela manhã (21). “É muito importante que os índios divulguem sua cultura. Apesar das dificuldades que enfrentam. O memorial estará aberto durante toda semana para a população, entrada é gratuita. Quem quiser comprar o artesanato indígena, também está sendo comercializado”, disse o secretário.

Das 11 etnias em Alagoas, as terras não são demarcadas. Falta saúde, educação, e alimentação. O Cacique da aldeia Kariri-Xokó, Alaelson Fernando kariri, disse que acontece um descaso com os povos indígenas. “O governo federal não está nem aí para os índios. Nós sobrevivemos através das vendas do nosso artesanato, já que o rio São Francisco não oferece mais peixes” falou.

O cacique também falou para o Cadaminuto que a FUNAI (Fundação Nacional do Índio) não está distribuindo as cestas básicas da Conab. “A comida está se estragando. O pessoal da Funai disse que não tem como fazer a distribuição porque falta transporte”, finalizou Alaelson.