“Devemos retomar a discussão e reduzir o duodécimo da Assembléia, proposta em março de 2008 pelo governo do estado mediante projeto de lei, e arquivada de forma prematura por esta Casa”. Com esta fala o deputado estadual Rui Palmeira voltou a defender na sessão desta terça-feira (24/03) a redução dos valores repassados mensalmente à Assembléia Legislativa Estadual.
 
 
De acordo com o parlamentar, a crise financeira internacional já chegou a Alagoas e o momento é de redução das despesas. Rui Palmeira disse que os recursos usados em 2008 para a aquisição de móveis, para a reforma da sede do Legislativo e para a contratação de auditorias não mais serão utilizados este ano, fato que por si só já garantem uma imediata redução no valor do duodécimo.
 
 
“Somente os custos envolvidos com estas despesas somam quase R$ 3 milhões, valores que desde já poderiam ser economizados”, destacou o deputado.
 
 
Em março de 2008, Projeto de Lei submetido pelo Governo à Assembléia previa redução do valor do duodécimo, que sairia de R$ 113 milhões para R$ 82 milhões. A proposta teve o apoio de Rui Palmeira.
 
 
Metade dos R$ 30 milhões economizados seria investidos em segurança pública e os outros R$ 15 milhões em áreas como saúde, educação e desenvolvimento.
 
 
“O governo está em dificuldades, assim como as prefeituras alagoanas em virtude da crise financeira que afeta todo o mundo. Desde março do ano passado a Assembléia poderia ter dado o exemplo e reduzido seu duodécimo, mas não o fez. Agora, precisamos repensar esta alternativa”, disse o parlamentar