Os prefeitos eleitos no último pleito, Jean Cordeiro, em São Luiz do Quitunde, e Toninho Lins, em Rio Largo, a vereadora por Maceió Fátima Santiago e outras 23 pessoas foram indiciadas pela Polícia Federal por crime eleitoral. Os indiciamentos são resultado da conclusão de 21 inquéritos instaurados pelos delegados da Força-Tarefa da Polícia Federal. As informações foram repassadas, na tarde de hoje, durante entrevista coletiva na sede da PF, que contou com a presença com o superintendente José Pinto de Luna, superintendente adjunto, Nilton César Ribeiro, Maurílio Ferraz, presidente da Almagis, e Paulo Brêda, presidente da Comissão de Combate ao crime eleitoral da OAB.

Fátima Santiago foi indiciada, juntamente com outras três pessoas, por compra de voto. Jean Cordeiro e Antônio Onório Pereira, que trabalhou com o prefeito na campanha eleitoral, deverão responder por transporte de eleitores. De acordo com Nilton Ribeiro, seis pessoas, que também foram indiciadas, foram contratadas em Pernambuco para transportar eleitores para os seus locais de votação.

Já Toninho Lins foi indiciado por compra de voto. Segundo a PF, além dele, mais 10 pessoas, entre elas a vice-prefeita eleita, Dr. Fátima, deverão responder na Justiça por crime eleitoral. No dia da eleição, em outubro do ano passado, a Polícia Militar apreendeu cerca de R$ 22 mil com dois cabos eleitorais de Toninho.

Berg Hollanda

O inquérito que apura a apreensão de cerca de R$ 11 mil no dia 04 de outubro na residência do então vereador Berg Hollanda, deverá ser concluído até o final de maio. O dinheiro, trocado em notas de R$ 20 e R$ 50, seria usado na compra de votos. Na ocasião, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa, no comitê e no escritório do parlamentar, por ordem do juiz Emanuel Dórea.

Segundo Ribeiro, o delegado que cuida do caso, Luís Marques, disse que a conclusão depende da perícia de um computador e de novas oitivas.

Números do trabalho da Força-Tarefa:

160 inquéritos instaurados
21 inquéritos concluídos
139 diligências
111 pessoas ouvidas
26 indiciados

Atualizado às 17h10.