O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) se reúne com os partidos políticos na quinta-feira para esclarecer dúvidas sobre as inovações na apresentação da prestação de contas dos diretórios nacionais dos partidos políticos.

 

De acordo com o TSE, todos os 27 partidos registrados na Justiça Eleitoral foram convidados para a reunião.

 

A Lei dos Partidos Políticos determina que as legendas encaminhem o balanço contábil até o dia 30 de abril.

 

Após a Operação Castelo de Areia, que levantou suspeitas sobre doações eleitorais feitas pela construtora Camargo Corrêa, o presidente do TSE, Carlos Ayres Britto, pretende realizar uma auditoria para verificar diferenças nas contas dos maiores doadores nas últimas eleições. A análise deve abranger todas as grandes empresas que fizeram doações a partidos.

 

Durante a Castelo de Areia, investigadores interceptaram conversas envolvendo diretores da Camargo Corrêa em que eram citados doações "por dentro" e "por fora" aos partidos. A operação da Polícia Federal resultou na prisão de seis funcionários da construtora.

 

Na semana passada, a empreiteira divulgou nota em que afirma ter doado legalmente R$ 23,9 milhões para campanhas eleitorais em 2008. O valor inclui doações feitas por empresas controladas pelo grupo Camargo Corrêa.