Divulgação - Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Equipe técnica da Secretaria Municipal de Cultura de Coruripe orientou os participantes nos projetos direcionados na ação que integra o Programa Mais Cultura do Ministério da Cultura (Minc) e que é desenvolvida com o apoio e parceria da Fundação Nacional de Artes (Funarte), do Banco do Nordeste (BNB), do Instituto Nordeste e Cidadania (INEC) e dos governos estaduais. Por meio do incentivo do município, foram inscritos projetos direcionados ao edital Microprojetos Mais Cultura que selecionou 75 propostas em Alagoas. Coruripe foi beneficiado em dois projetos.

 

Ao todo, as propostas aprovadas abrangem 30 municípios, eles serão contemplados com recursos na ordem de R$ 783 mil, o resultado foi divulgado no final do ano passado, e os contemplados aguardam os trâmites processuais para tocar os projetos. Os coruripenses terão acesso a mais cultura por meio das Pedaladas do Conhecimento (Biblioteca Itinerante), a ideia é proporcionar o acesso a leitura nos povoados, de casa em casa, por meio de bicicletas, que levarão no bagageiro um caixote de madeira com diversos livros, muitas histórias em meio à literatura, romance e atualidade. Os livros serão cedidos pela Secretaria, o projeto aprovado foi desenvolvido pela diretora da Biblioteca Municipal, Maria José, orçado R$ 10 mil, os recursos serão desenvolvidos no prazo de 1 ano.

 

Aos que têm afinidade com as artes plásticas, a renomada na área, Nelza Saleme, inscreveu-se no projeto que terá desenvolvimento na Arte do Papel Reciclado, também com o valor de R$ 10 mil, as atividades de reciclagem serão desenvolvidas num período de 1 ano, o espaço para a atividade será cedido pela Secretaria de Cultura do município. Outras informações sobre edital e a seleção podem ser obtidas nos site www.maiscultura.gov.br/ e www.cultura.al.gov.br/.

 

AMPLIAÇÃO

 

No planejamento das atividades de 2010, a secretária de Cultura, Thereza Beltrão, cogita a abertura de novos cursos [aulas de violão e teclado], e adianta os projetos que serão desenvolvidos no Centro Cultural Maria Alice Beltrão. O espaço será inaugurado no final do mês.

 

Em amplo espaço, as aulas que funcionavam na Secretaria de Cultura, estarão reunidas em novo espaço, as aulas do Coro Vozes de Coruripe, as aulas de balé que já contam com 80 bailarinas entre crianças e adolescente, iniciam em fevereiro. No local, a arte cênica fica por conta dos membros do “Palco das Tradições”, do Ponto de Cultura, que desenvolve atividades por meio do grupo Coruricultura.

 

“A idéia de lotar tudo em um só lugar, é facilitar o acesso aos diversos meios de cultura. Música, dança e leitura, qualquer forma de manifestação popular terá espaço garantido”, disse Thereza Beltrão.

 

No Centro da cidade, a população terá acesso a partir do mês de março à história de Coruripe com a reabertura do Memorial Coruripense, o local é coordenado pela museóloga Carmen Lúcia. O museu seguirá a programação oficial de eventos do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

 

Dentre os projetos que são desenvolvidos pela pasta de cultura, destaca-se o acompanhamento na assessoria dos projetos, por exemplo, as artesãs da Lagoa do Pau foram contempladas com projeto aprovado no valor de R$ 50 mil, financiado pelo Banco do Nordeste. As artesãs aguardam a liberação dos recursos para execução das atividades, plano de trabalho e cursos com design.