Poesia, música e pandeiro. Da mistura destes três elementos nasceu uma autêntica expressão da cultura alagoana. A poesia musicada no pandeiro tem um pouco de teatro, show e declamação. No entanto, é a batida grave do instrumento, tocado por Fagner Dubrown, e a voz estridente do cantador, Rogério Dias, que consolidam o novo estilo de fazer popular.

Esta nova expressão de arte é comumente confundida com a Poesia de Embolada. Mas, a falta do improviso e a declamação de versos autorais dão ao estilo características do coco, dança folclórica tradicional de Alagoas.

Quem já viu não esquece e quem ainda não viu terá a oportunidade de conhecer o novo estilo nesta terça-feira (19), às 17h. A dupla Fagner Dubrown e Rogério Dias apresentam a Poesia Musicada no Pandeiro durante a Feira de Artesanato do Norte e Nordeste (Artnor) 2010, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Jaraguá.

“Há cerca de dois anos nós começamos o estilo através de uma brincadeira com pandeiro amador. Hoje também já tocamos com uma banda. O público tem se animado com as várias poesias que tocamos. Será muito gratificante apresentar na Artnor, evento que terá uma programação tão diversificada”, disse o Rogério Dias.

Segundo o cantador, a versão musicada da poesia Autopsicografia, de Fernando Pessoa, é uma das performances que mais chamam a atenção do público. Na terça-feira, além dos versos de Pessoa, também serão musicados versos do poeta alagoano Jorge de Lima e poemas escritos pelos próprios tocadores de poesia.

Rogério Dias é escritor e lançou o livro de poesias Tela de Plasma, em 2006. Já Fagner Dubromw toca percussão em grupos musicais em Maceió e participa de uma companhia de teatro popular. Os dois já viajaram todo o Nordeste apresentando a Poesia Musicada no Pandeiro, também já contabilizam apresentações no Sudeste do país. É a cultura popular de Alagoas chegando em todo Brasil.

Além da arte da Poesia Musicada, a Artnor também vai ter diversas outras manifestações culturais como folguedos, folclore e shows com artistas da terra. Toda a programação da feira é uma ação da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Mais informações pelo telefone (82) 3315-7873.