A polícia de San Diego (Califórnia, EUA) prendeu um marinheiro acusado de atirar e matar um colega, na quarta-feira (8), durante uma discussão causada por um game de guerra.

Na quinta-feira (9), autoridades disseram que Clinton Echols, 25, foi detido sob suspeita de assassinato. Eles encontraram o corpo de Luis Urbina, 20, em um apartamento da região de San Carlos.

Segundo o official Bryan Pendleton, os detetives envolvidos no caso acreditam que Echols tenha apontado uma arma e disparado contra Urbina, enquanto os dois discutiam. A motivação da briga teria sido um jogo virtual, que não teve o nome divulgado.

Ainda de acordo com Pendleton, Echols ligou para a polícia às 15h de quarta-feira, horário local. Na hora em que o socorro chegou ao apartamento, ele não pôde mais ser salvo. As autoridades então questionaram Echols, que foi detido em seguida.