Aquiacontece Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Há mais de 20 anos a queda de uma antiga ponte de madeira sobre o rio Perucaba, no Povoado Manimbú, município de Penedo, interrompia o tráfego em uma estrada vital para o desenvolvimento da região. A ponte do Manimbú, como era mais conhecida, deve receber novo nome no dia de sua inauguração, prevista para o início de 2010, mas já pode ser vista em todo o esplendor de uma obra de engenharia que ira favorecer uma região com vocação agroindustrial, interligando os municípios de Coruripe e Penedo.

Nesses 20 anos, a Pindorama transformou-se em uma das Cooperativas mais respeitadas do Brasil, contabilizando hoje cerca de 1.800 empregos diretos e mais de 10.000 pessoas trabalhando nas diversas culturas produzidas na comunidade como coco, maracujá, abacaxi, na cultura da cana-de-açúcar, nos serviços de apoio e nos pequenos negócios gerados na comunidade. Neste ano de 2009, a Cooperativa Pindorama teve um faturamento superior a R$ 100 milhões.

A queda da ponte sobre o rio Perucaba interrompeu, além do tráfego entre Penedo e Pindorama, um processo de desenvolvimento regional. Pela facilidade de acesso a outras cidades como Coruripe, São Miguel dos Campos e mesmo Arapiraca, todo esse incremento sócio-econômico gerado pela punjança do complexo industrial de Pindorama, deixou de circular em Penedo.
Segundo o ex-diretor presidente do Departamento de Estradas de Rodagem – DER/AL, Ronaldo Lopes, essa ponte faz parte de um projeto mais amplo de desenvolvimento. Na direção do DER, o penedense Ronaldo Lopes teve total apoio do governador Teotonio Vilela Filho para desenvolver as ações necessárias à viabilização desta obra que terá grande influência no desenvolvimento econômico da região.

A Ponte do Manimbú recebeu investimentos de R$ 1,2 mi e é financiada com recursos da CIDE – Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico, que é cobrada sobre a importação e comercialização do petróleo e seus derivados. Ronaldo Lopes, que esteve visitando a obra nesta ter ça-feira (22), e manteve contatos com lideranças do povoado, mostrou satisfação com a proximidade da conclusão da obra.

A ponte sobre o rio Perucaba tem 35 metros de extensão e segundo a construtora responsável pela obra estará concluída em meados de janeiro. O DER/AL, com o apoio das usinas da região, deverá realizar melhorias nas condições da estrada em toda sua extensão, ligando Penedo a Pindorama.Segundo Lopes, encontram-se licitados recursos da ordem de R$ 8,8 mi para o asfaltamento, através de uma emenda do deputado federal Joaquim Beltrão (PMDB), que possibilitará a execução de 10 km dessa estrada, sendo 2,5 km no trecho da Toca do Índio até a Coopenedo e 7,5 km de Pindorama em direção à cidade ribeirinha.

Ex-presidente da Associação,Nilson Silva agradece o emprenho do engenheiro Ronaldo Lopes
O restante do trecho deverá ser concluído com recursos do empréstimo que o Estado de Alagoas está contratando junto ao Banco Mundial. A estrada Penedo-Pindorama será de grande importância para a região não apenas porque vai ligar o comércio e os serviços de Penedo a esse grande empreendimento agroindustrial, mas diminui a distância entre Penedo e a capital do estado em 21 kms, além de transformar-se em mais uma condição favorável à possibilidade de a Pindorama vir a administrar o Projeto Marituba, da Codevasf, pela facilidade do escoamento da produção.