Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (DNIT) realiza nesta terça-feira, às 11 horas, a concorrência pública para execução das obras de duplicação e restauração com melhoramentos de dois subtrechos da BR-101, o primeiro vai do km 0 (divisa de Alagoas/Pernambuco) ao km 46,35 e o segundo entre o km 92,21 ao km 139,32, no entroncamento da BR-101 com a AL-220, em São Miguel dos Campos.


A concorrência pública foi confirmada pelo senador Renan Calheiros quando participava na manhã de hoje, 21, da inauguração de obras na cidade do Pilar. Minutos antes da solenidade ele havia sido informado pelo ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, de que as licitações para a duplicação de cinco subtrechos da rodovia ocorreriam amanhã, 22, e na quarta-feira, 23, em Brasília.


– A concorrência dessas obras é um presente de Natal que o governo do presidente Lula está proporcionado a todos os alagoanos, pois a duplicação da BR-101, cortando 17 municípios, beneficia direta ou indiretamente toda a população do Estado pelos reflexos que um investimento desse porte representa no fortalecimento da nossa economia – comemorou o líder do PMDB no Senado.


A duplicação da BR-101 em Alagoas, segundo Renan, tem um custo orçado em R$ 1 bilhão 337 milhões. Além dos cinco subtrechos que serão licitados nesta terça e na quarta-feira, o Departamento de Engenharia do Exército executará, nos primeiros dias de janeiro do ano que se aproxima, o subtrecho entre Flexeiras e Rio Largo, com 46,35 km de extensão.


– Na quarta-feira, 23, véspera de Natal, às 15 horas, o DNIT realizará a concorrência pública para os três subtrechos que vão do entroncamento da AL-220, em São Miguel dos Campos, à divisa de Alagoas/Sergipe, em Porto Real do Colégio. Esta foi a confirmação que recebemos do ministro Alfredo Nascimento e também do superintendente do DNIT em Alagoas, Fernando Fortes Filho – disse Renan, durante a solenidade.


O subtrecho entregue ao Exército, a pedido do senador Renan e atendido pelo presidente Lula e à ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil, será o primeiro a ter os serviços iniciados. O Exército já está se preparando para começar os serviços na primeira quinzena de janeiro. O superintendente estadual do DNIT informou que as obras desse sobtrecho estão orçadas em R$ 180 milhões.


O prazo fixado nos editais do DNIT para conclusão das obras de cada subtrecho é de 540 dias, contados a partir da liberação da ordem de serviços. Os recursos para a duplicação e restauração com melhoramentos dos 248,5 km da rodovia, entre as divisas de Alagoas/Pernambuco e Alagoas/Sergipe, são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).