A gigante farmacêutica francesa Sanofi-Aventis anunciou nesta quinta-feira (9) a assinatura de um acordo para a compra da empresa brasileira de medicamentos genéricos Medley. A empresa, terceiro maior laboratório farmacêutico e líder na fabricação de genéricos no país, foi avaliada em R$ 1,5 bilhão (500 milhões de euros).

A aquisição da Medley, que teve um faturamento de R$ 458 milhões no ano passado, deve ser formalizada durante o segundo trimestre do ano, como informa a Sanofi Aventis em comunicado. O fechamento da operação está sujeito a determinadas condições.

“A Medley constitui para a Sanofi-Aventis uma oportunidade única de construir uma plataforma forte e integrada de um crescimento sustentável e rentável no Brasil e na América Latina”, informou a empresa francesa em comunicado. Além de marcas próprias, a Medley tem mais de 127 drogas genéricas em seu portfólio.

Com a aquisição, a participação da Sanofi no mercado brasileiro de medicamentos passará a 12%, segundo a empresa. A expectativa do grupo francês é que o setor de genéricos do país possa crescer a uma taxa de mais de 20% nos próximos anos. 

Expansão

A aquisição segue-se a vários acordos pequenos e de médio porte e também a parcerias concluídas pela Sanofi, enquanto busca uma saída para expiração de patentes e lida com concorrência dos fabricantes de genéricos.

A companhia francesa informou este mês que comprou a fabricante mexicana de genéricos Laboratorios Kendrick, enquanto adquiriu por US$ 2 bilhões a produtora tcheca de medicamentos genéricos Zentiva, pulando da 23ª para a 11ª posição entre os maiores fabricantes desse tipo de remédio no mundo.

O diretor-geral da Sanofi-Aventis no Brasil, Heraldo Marchezini, reiterou que a aquisição "vai reforçar" sua posição de líder no Brasil, país com o qual a empresa tem "vínculos sólidos" há mais de meio século.