O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou, há pouco, a saída do presidente do Banco do Brasil, Antônio Francisco de Lima Neto. O Ministério da Fazenda também já anunciou que Lima Neto deixará o cargo.

“A redução do spread bancário, neste momento, é uma obsessão. O Guido Mantega [ministro da Fazenda] sabe disso, o Banco do Brasil e a Caixa sabem disso”, afirmou Lula. No entanto, ele preferiu não atribuir a saída de Lima Neto do cargo aos altos juros bancários.

“Não há nenhuma necessidade de o spread bancário ter subido tanto no Brasil de julho pra cá. Estamos numa fase em que o Banco Central e a Fazenda estão estudando isso e obviamente que quem tem bancos públicos, como tem o Brasil, pode começar essa tarefa de reduzir as taxas de spreads bancários”, reforçou o presidente da República.

Lula disse que Mantega dará, no início da tarde, entrevista para falar sobre a saída de Lima Neto da presidência do BB. O presidente deu a informação após participar do Encontro Nacional de Comunicadores, promovido pelo Ministério da Educação.